sicnot

Perfil

Desporto

Torneio Sepp Blatter vai realizar-se apesar do escândalo de corrupção

O torneio Sepp Blatter, evento anual de beneficência com o nome do presidente demissionário da FIFA, vai realizar-se apesar do escândalo de corrupção que atingiu o organismo que rege o futebol mundial, anunciaram, hoje os organizadores.

Torneio Sepp Blatter em 2007. Da esquerda para a direita, o presidente da UEFA, Michel Platini, o então presidente da FIFA, Sepp Blatter, e o antigo jogador alemão Franz Beckenbauer.

Torneio Sepp Blatter em 2007. Da esquerda para a direita, o presidente da UEFA, Michel Platini, o então presidente da FIFA, Sepp Blatter, e o antigo jogador alemão Franz Beckenbauer.

© Jean-Bernard Sieber / Reuters

O evento, que se vai realizar em Ulrichen, próximo do local de nascimento do suíço Joseph Blatter, a 22 de agosto, costuma contar com a presença de algumas das figuras maiores da modalidade, entre as quais o francês Michel Platini, presidente da UEFA e, atualmente, um dos maiores críticos de Blatter.

O Ministério Público suíço anunciou a 27 de maio a abertura de um processo contra desconhecidos por suspeitas de fraude e lavagem de dinheiro no âmbito da atribuição das organizações dos Mundiais de 2018, à Rússia, e 2022, ao Qatar, enquanto a polícia helvética detinha sete membros da FIFA, num hotel de Zurique.

No mesmo dia, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos indiciou nove dirigentes ou ex-dirigentes e cinco parceiros da FIFA, acusando-os de associação criminosa e corrupção nos últimos 24 anos, num caso em que estarão em causa subornos no valor de 151 milhões de dólares (quase 140 milhões de euros).

Dois dias depois, Joseph Blatter foi reeleito para um quinto mandato à frente do organismo, mas acabou por se demitir, na sequência do escândalo de corrupção que atingiu o organismo que rege o futebol mundial.

Lusa
  • "O que é isto, mamã?"
    36:23
  • O ensino à distância em Portugal
    4:12

    País

    Em Portugal, o ensino básico e secundário à distância já conta com 300 alunos e com a preciosa ajuda das novas tecnologias. É através do computador que a escola viaja e acompanha os alunos, alguns com doenças que não os permitem ir às aulas, outros que são atletas de alta competição e que têm a maior parte do tempo ocupado por treinos ou ainda os que fazem parte de famílias itenerantes, como é o caso dos que vivem no circo e andam de terra em terra.

  • Aprender a jogar badminton ao ritmo do samba
    2:54

    Mundo

    No Brasil, a correspondente da SIC foi conhecer um projeto social no Rio de Janeiro que mistura samba e desporto. Um desporto que ainda é pouco praticado mas que tem sido fundamental para transformar a vida de jovens das favelas e para descobrir novos talentos do badminton brasileiro.

    Correspondente SIC