sicnot

Perfil

Desporto

Aprovado voto de apoio à direção de Bruno de Carvalho

O presidente da Mesa da Assembleia Geral (AG) do Sporting, Jaime Marta Soares, afirmou hoje, após o Conselho Leonino, que foi aprovado por unanimidade "um voto de confiança, de consideração e de apoio" à direção do Sporting. 

O Tribunal Arbitral do Desporto revogou hoje a suspensão de Bruno de Carvalho

O Tribunal Arbitral do Desporto revogou hoje a suspensão de Bruno de Carvalho

MIGUEL A. LOPES / Lusa

"Houve uma proposta de um dos conselheiros para que fosse votasse um voto de confiança, de consideração e de apoio ao que esta direção tem vindo a fazer e que foi [aprovada] por unanimidade e até por aclamação de alguns conselheiros", explicou.

No final da reunião que decorreu no auditório do Estádio de Alvalade, o dirigente 'leonino' classificou o voto de confiança como um "bom momento de vitalidade" vivido na reunião, elogiando o trabalho realizado pela direção do clube, que tem tentado de forma "constante e permanente" superar "as dificuldades do passado".

"Foi um bom momento de vitalidade, de entendimento, de preocupação em tudo o que fosse de preocupar, já que não ficou nenhuma questão por responder. Mostra um novo Sporting, uma nova vitalidade, com uma tentativa constante e permanente de ultrapassar as dificuldades do passado. Existem e são reais. É preciso muita audácia, muita competência, muito amor e paixão ao Sporting para ultrapassar dificuldades", reiterou.

Na reunião do órgão consultivo que durou mais de três horas foram abordados cinco pontos com destaque para o ponto quatro onde foram apresentadas as conclusões dos relatórios feitos no âmbito da auditoria de gestão (1995-2013) cujos resultados, de acordo com Jaime Marta Soares, "deixou todos surpreendidos", remetendo mais esclarecimentos para quem preparou a mesma. 

"[O resultado da auditoria] deixou todos surpreendidos, como já constatávamos ao longo do tempo. Não vou ao pormenor referir-me à auditoria. A auditoria vai merecer da parte daqueles que a prepararam o destino que possa ser dado. Se for para o foro jurídico, será. Se não for esse o caminho, não será", reiterou.

O presidente da Mesa da AG aproveitou o momento para lamentar a ausência de antigos elementos diretivos e sócios que criticaram a gestão de Bruno de Carvalho em "praça pública", apelando à presença de todos na Assembleia Geral, marcada para 28 de junho.

"O Sporting é um clube que sempre se orientou e norteou pelos valores da liberdade e da democracia, portanto todos são bem-vindos. Há poucos dias fiz uma comunicação, chamando à atenção para que, aqueles que preferiram a praça pública, que viessem aqui. Agora têm a Assembleia Geral, onde podem dizer o que lhes vai na alma e o que lhes interessa discutir", disse.

Relativamente à contração de Jorge Jesus como novo técnico do Sporting, Jaime Marta Soares foi parco em palavras, explicando apenas que o "presidente, de uma forma sintética, referiu alguns aspetos que são do conhecimento público".


Lusa


  • Madrid suspende governo regional da Catalunha

    Mundo

    O chefe do Governo espanhol anunciou hoje que decidiu acionar o artigo 155º da Constituição espanhola e pedir ao Senado a suspensão das funções do governo regional da Catalunha. Em conferência de imprensa justificou a adoção das medidas dada a "desobediência rebelde, sistemática e consciente" do Governo regional (Generalitat).

    Em atualização

  • Manifestações contra os incêndios um pouco por todo o país
    1:33

    País

    Estão marcadas para esta tarde várias manifestações contra os incêndios e as políticas florestais, mas também de homenagem às vítimas dos fogos que arrasaram o país. As iniciativas de protesto são quase todas organizadas através das redes sociais e por grupos de cidadãos.

  • Ministra do Mar não aceita suspensão da pesca da sardinha
    2:39

    Economia

    O organismo científico que aconselha a Comissão Europeia em matéria de pescas recomendou esta sexta-feira que Portugal e Espanha não pesquem sardinha no próximo ano. A Ministra do Mar não aceita esta recomendação de capturas zero e vai propor uma redução do limite de capturas de sardinha das 17 mil toneladas deste ano para cerca de 14 mil em 2018.