sicnot

Perfil

Desporto

Dunga diz que quem gosta de futebol gostaria de ver Neymar em campo

O selecionador do Brasil, Dunga, realçou hoje a sanção de quatro jogos de suspensão a Neymar, que o exclui praticamente da Copa América, considerando que "quem gosta de futebol gostaria de o ver em campo".

© Ricardo Moraes / Reuters

Dunga recusou comentar se a sanção aplicada a Neymar foi excessiva, remetendo tal análise para o departamento jurídico da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), e pediu apenas equidade nas decisões da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol).

No final do jogo com a Colômbia, Neymar pontapeou a bola contra um adversário, envolvendo-se depois com vários jogadores, entre os quais Bacca, que empurrou violentamente o brasileiro do FC Barcelona.

"Nós não queremos nada em nosso favor ou contra, mas apenas que as decisões sejam iguais para todos", disse.

Dunga criticou ainda o excesso de zelo no cartão amarelo a Neymar no jogo com a Colômbia, quando o jogador estava em desequilíbrio, e, em contrapartida, não terem sido admoestados outros jogadores que tiveram entradas violentas sobre jogadores brasileiros.

O selecionador disse ainda que compete a Neymar decidir se fica ou vai embora do Chile, para não transmitir aos seus companheiros de seleção "a tristeza e a amargura que sente internamente",









Lusa
  • O dia que roubou dezenas de vidas em Pedrógrão Grande
    3:47
  • Metade dos moradores de Sandinha recusaram sair das casas
    3:14
  • Habitantes de Várzeas tentam regressar à normalidade
    2:48
  • Corpos da tragédia em Pedrógão guardados em camião de alimentos
    8:11

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Duarte Nuno Vieira, médico legista, esteve esta quinta-feira, na Edição da Noite, para comentar o que já foi feito e o que falta fazer em Pedrógão Grande, depois de ter sido atingido pelos incêndios. O presidente do Conselho Europeu de Medicina Legal defendeu que guardar os corpos das vítimas mortais num camião de alimentos foi uma "maneira de solucionar o problema da forma possível", visto que não há espaço no Instituto Nacional De Medicina Legal.

  • Trump volta a garantir que não tentou interferir na investigação do FBI
    0:17

    Mundo

    O Presidente dos EUA reitera que não tentou interferir na investigação do FBI em relação às alegadas interferências da Rússia nas eleições presidenciais. Questionado sobre as gravações das conversas que manteve com o ex-diretor da polícia de investigação, James Comey, Donald Trump prometeu esclarecimentos num futuro breve.

  • "A informação pode ter saído depois da hora do exame de Português"
    1:19

    País

    O presidente da Confederação Nacional das Associações de Pais diz que é preciso aguardar pelas conclusões do relatório sobre a alegada fuga de informação do exame nacional de Português. Jorge Ascensão defende que a investigação deve causar o mínimo de impacto aos alunos que realizaram a prova.