sicnot

Perfil

Desporto

Mourinho chorou quando Andy Murray venceu Wimbledon

O treinador do Chelsea, o português José Mourinho, reconheceu hoje que chorou quando o tenista britânico Andy Murray conquistou o torneio de Wimbledon, terceira prova do 'Grand Slam' da temporada.

© Reuters Staff / Reuters

"Tenho de dizer que deixei cair um par de lágrimas pelo Andy, quando ele ganhou Wimbledon. Foi algo que, obviamente, significou mais do que qualquer outra coisa na carreira dele. Consigo imaginar que foi algo de outro mundo", disse Mourinho, em declarações à rádio do torneio de Queen's, em Londres.

Campeão inglês de futebol pelo Chelsea, José Mourinho é um adepto de ténis e foi visto várias vezes esta semana em Queen's, a assistir a jogos do espanhol Rafael Nadal e de Murray, que acredita que "não trocaria a vitória em Wimbledon por 10 triunfos em outros 'Grand Slams'".

"É mais do que um encontro, é mais do que um torneio. Ele quebrou a barreira psicológica que havia para todos os britânicos que gostam deste jogo. Acredito que esse foi, de certeza, o melhor dia da sua carreira e eu partilhei dessa alegria", disse.

Mourinho comparou ainda o trabalho dos tenistas e dos futebolistas, dizendo que é mais difícil estar dentro de um 'court' devido à natureza solitário do ténis.

"No ténis, eles fazem desempates por grandes penalidades todos os dias. Cada ponto é uma decisão difícil, pelo que eles têm de ser realmente forte. Eu digo sempre que no meu desporto em algumas ocasiões escondemo-nos atrás uns dos outros. Podemos sempre encontrar desculpas no sucesso e nas falhas e, neste aspeto, o ténis é fenomenal, porque tens de ser realmente forte", concluiu.










Lusa
  • "Não há um verdadeiro debate democrático em Espanha"
    2:24
    Quadratura do Círculo

    Quadratura do Círculo

    QUINTA-FEIRA 23:00

    No Quadratura do Círculo desta quinta-feira, José Pacheco Pereira disse que este braço de ferro em território espanhol reforça a linha autoritária que existe em Espanha. Jorge Coelho considera que é urgente recorrer à diplomacia para definir um caminho a médio ou a longo prazo. Já o gestor Manuel Queiró afirma que Portugal não deve encarar este referendo com condescendência. 

  • O que separa a Catalunha do resto de Espanha?
    2:12

    Mundo

    Desde 1640, as revoltas catalãs representam a vontade pela distância e pela independência. Numa região que não é reconhecida formalmente como Nação, na Catalunha entende-se e fala-se mais castelhano do que catalão. Mas o que realmente separa a Catalunha do resto de Espanha?

  • A corrida ao iPhone 8 no Japão, China e Austrália
    2:04
  • Óculos inteligentes permitem controlar telemóvel com o nariz
    1:05
  • Defesa de Sócrates diz que junção do caso Rio Forte à Operação Marquês é ilegal
    0:50

    Operação Marquês

    A defesa de José Sócrates diz que a junção do caso Rio Forte à Operação Marquês é ilegal. A aplicação de 900 milhões de euros da PT no BES foi anexada ao processo, por suspeita de luvas pagas por Ricardo Salgado a Zeinal Bava e Henrique Granadeiro, também arguidos. A defesa do antigo primeiro-ministro já contestou a decisão. Diz que é uma forma de confundir o processo para ocultar, mais uma vez, a falta de provas contra Sócrates.

  • Família Portugal Ramos
    15:01