sicnot

Perfil

Desporto

Nani diz que vai haver novidades sobre o seu futuro "nos próximos dias"

O futebolista Nani afirmou hoje que não pensa em jogar em mais nenhum clube em Portugal sem ser o Sporting, referindo que "nos próximos dias" devem haver novidades sobre o seu futuro.

Lusa

"O meu futuro não está decidido e estou muito tranquilo. Nos próximos dias podem haver novidades, mas agora só penso em ir de férias e relaxar", disse Nani, à margem do torneio III Torneio de futebol 7 Nani 360º, que decorreu hoje no Seixal.

Sobre alguns comentários de jovens que pediam ao internacional português para não trocar o Sporting pelo Benfica, Nani referiu que a rivalidade faz parte da "beleza do futebol".

"O futebol é mesmo assim, os adeptos não quererem que jogadores que adoram vão para o clube rival e é aceitável ouvir os comentários. Já joguei no Sporting, é um clube muito especial e de momento não penso jogar em mais nenhum clube em Portugal", frisou.

"No futuro não o garanto, porque sou profissional e sabemos que a vida dá muitas voltas", acrescentou

Nani, que esteve na última época no Sporting por empréstimo do Manchester United, referiu que a Academia do Sporting continua a ser importante na formação, apesar de explicar que está diferente de há alguns anos atrás.

"A Academia do Sporting não está como há alguns anos atrás, mas continua a formar muito bons jogadores, como os que estão a representar Portugal nos sub-20 e sub-21. É sempre bom ver jogadores dos nossos clubes a progredir e a representar a seleção", concluiu.









Lusa
  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.

  • Quando o cancro chega por mero acaso
    1:55

    Mundo

    Cerca de dois terços das mutações que ocorrem nas células cancerígenas devem-se ao acaso, segundo um estudo da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos. Em Portugal, o Diretor do Programa Nacional Doenças Oncológicas alerta para a importância de um diagnóstico precoce e um estilo de vida saudável como forma de reduzir a fatalidade.