sicnot

Perfil

Desporto

Magnata russo disponibiliza cinco milhões de euros para pagar a Fabio Capelo

O multimilionário russo Alisher Usmánov entregou 300 milhões de rublos (cerca de cinco milhões de euros) à União de Futebol Russa (UFR) para pagamento de salários em atraso ao selecionador russo, o italiano Fabio Capello.

PAUL WHITE

O empresário, membro do conselho patrocinador do comité organizador do Mundial da Rússia de 2018, já tinha disponibilizado em fevereiro seis milhões de dólares (5,3 milhões de euros) para o mesmo fim.

Na semana passada, o ministro dos Desportos da Rússia afirmou que já foram tomadas "algumas decisões" sobre o treinador italiano Fabio Capello, adiantando que o futuro do selecionador será determinado até ao fim do mês.

"Não é nenhum segredo que já tomámos algumas decisões. Todas as questões relativas ao comando técnico da seleção nacional estarão decididas até ao fim do mês", disse Vitaly Mutko, citado pela agência noticiosa russa ITAR-TASS.

Capello, um dos técnicos mais bem pagos do futebol mundial, ficou em posição delicada na sequência dos maus resultados da seleção da Rússia -- que vai organizar o Mundial de 2018 -- na fase de qualificação para a fase final do Europeu de 2016, que se vai realizar na França.

A derrota sofrida por 1-0 no domingo na receção à Áustria deixou a seleção russa no terceiro lugar do grupo G, a oito pontos dos austríacos e a quatro da Suécia, agravando ainda mais a situação do treinador italiano.


Lusa
  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.