sicnot

Perfil

Desporto

Portugal está a uma vitória do primeiro título Europeu sub-21

A seleção portuguesa de futebol de sub-21 precisa de vencer hoje a Suécia, na final de Praga, na República Checa, para conquistar pela primeira vez na sua história o Europeu da categoria.

© Reuters Staff / Reuters

Finalista vencido em 1994, com a 'geração de ouro', por culpa de um 'golo de ouro' do italiano Pierluigi Orlandini, Portugal volta, 21 anos depois, à final, para defrontar um conjunto que também esteve num jogo decisivo, há 23 anos.

Curiosamente, a Suécia também perdeu a final com a Itália, a última disputada a duas mãos, em 1992: ganhou em casa por 1-0 e, depois, perdeu em solo transalpino por 2-0.

As duas formações têm nova possibilidade, na final da 20.ª edição da prova, depois de terem empate a um golo na terceira e última jornada da fase de grupos, resultado que, curiosamente, afastou da prova a 'squadra azzurra'.

A formação comandada por Rui Jorge marcou primeiro, já aos 82 minutos, por Gonçalo Paciência, mas os escandinavos, que perdendo seriam eliminados, ainda conseguiram restabelecer a igualdade, aos 89, por intermédio de Simon Tibbling.

Portugal chega à final invicto, com 12 vitórias e dois empates e um saldo positivo de 25 golos (36 marcados e 11 sofridos), incluindo uma fase de qualificação 100 por cento vitoriosa (10 triunfos, em 10 jogos).

Além disso, a seleção lusa tem ainda a moralização adicional de ter goleado a Alemanha por 'impensáveis' 5-0 nas meias-finais.

Por seu lado, os suecos perderam por três vezes no percurso até à final de Praga, todas na qualificação, duas na fase de grupos, na Polónia (1-2) e na Grécia (1-5), e outra na primeira mão do 'play-off' de apuramento (0-2 em França).

Os suecos lograram, porém, arredar sensacionalmente os gauleses (4-1 em casa) e, na fase final, também já surpreenderam, nomeadamente ao baterem a Itália por 2-1, na fase de grupos, e a Dinamarca por 4-1, nas meias-finais.

Para a final, não se esperam alterações no 'onze' luso, que deverá começar com Ricardo Esgaio, Paulo Oliveira, Tiago Ilori e Raphael Guerreiro, à frente de José Sá, um meio campo com William Carvalho, Sérgio Oliveira, João Mário e Bernardo Silva e dois avançados móveis (Ricardo Pereira e Ivan Cavaleiro).

O encontro está marcado para as 20:45 locais (19:45 em Lisboa), no Estádio Eden, em Praga, com arbitragem do polaco Szymon Marciniak.

 

PFO // NFO

Lusa/Fim

 

NewsSubjects:- Desporto - Futebol - campeonato continental nível 2 

20150630T061500

  • Polémica "Supernanny" em debate hoje na SIC
    2:25
  • Centeno aponta para a reforma e expansão do euro
    0:32

    Economia

    O ministro das Finanças português participa hoje na primeira reunião enquanto presidente do Eurogrupo. À entrada para o encontro dos ministros das Finanças da moeda única, Mário Centeno apontou a reforma do Euro como um dos principais desafios do mandato que agora inicia. 

  • Puigdemont chegou à Dinamarca e não foi detido

    Mundo

    A Justiça espanhola pediu à Dinamarca para ativar a ordem de detenção europeia contra Carles Puigdemont, que ignorou as ameaças de detenção e decidiu deslocar-se a Copenhaga para participar numa conferência. Entretanto na Catalunha, o presidente do parlamento propôs Puigdemont para voltar a dirigir o Governo Regional.

  • Eleição de Rio "embaraça" PCP e BE
    0:34

    Opinião

    Luís Marques Mendes considera que a eleição de Rui Rio veio criar embaraço ao PCP e Bloco de Esquerda. O comentador da SIC considera que a promessa de que venha a haver pactos de regime entre PS e PSD é motivo de preocupação para os parceiros do Governo.

    Luís Marques Mendes

  • O caso Assange é "um problema" para o Equador

    Mundo

    O Presidente equatoriano, Lenin Moreno, declarou no domingo que o asilo atribuído ao fundador do WikiLeaks, Julian Assange, pela embaixada do Equador em Londres desde 2012 é "um problema herdado" que constitui "mais que um aborrecimento".