sicnot

Perfil

Desporto

Wimbledon pode acionar "cláusula" para combater o calor

O torneio de Wimbledon, conhecido pelas interrupções causadas pela chuva, pode recorrer na quarta-feira, pela primeira vez na sua história, a um plano de emergência para enfrentar a vaga de calor que se faz sentir em Londres.

© Stefan Wermuth / Reuters

De acordo com o juiz-árbitro do 'Grand Slam' britânico, Andrew Jarrett, citado em comunicado, a 'cláusula do calor', que permite uma pausa de dez minutos entre os segundo e terceiro 'sets' dos encontros do quadro feminino, pode ser usada na quarta-feira, caso a temperatura sentida no 'court' atinja os 30,1º. 

De fora ficam os encontros do quadro masculino, disputados à melhor de cinco 'sets'.

Hoje, as temperaturas no All England Club rondaram os 30º, mas na quarta-feira deverão chegar aos 35º, o que já levou a organização a lançar um alerta de calor para os espetadores. 

A temperatura mais alta registada nos 'courts' de relva londrinos data de 1976, quando os termómetros marcaram 34º e a média diária foi de 30,8º. Apenas cinco edições de Wimbledon foram poupadas pela chuva, a última das quais em 1993.

Apesar do calor, a organização do terceiro 'Grand Slam' da temporada rejeita fechar o teto amovível do 'court' central, alegando que desvirtua a identidade do torneio como competição 'outdoor'.

 

AMG // VR

Lusa/fim

 

NewsSubjects:- Desporto - Ténis 

20150630T162510

  • Trabalhos no viaduto terminaram, mas trânsito continua condicionado em Alcântara
    1:23

    País

    Não há, para já, previsão para o restabelecimento da normalidade em Alcântara. Os trabalhos para colocar o viaduto de Alcântara na posição correta, depois do desvio registado num pilar, decorreram esta madrugada. O trânsito mantém-se por isso condicionado no sentido Cascais-Lisboa, como explicou o repórter da SIC, Paulo Varanda.

  • As vantagens de comprar online
    8:03
  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vítima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Marcelo reuniu-se com líderes europeus para falar do futuro da UE
    2:31

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa esteve esta quarta-feira em Bruxelas e participou numa homenagem às vítimas do atentado em Bruxelas, onde colocou uma coroa de flores junto ao monumento.O Presidente da República esteve também reunido com os líderes das principais instituições europeias para falar sobre o futuro da UE.