sicnot

Perfil

Desporto

Wimbledon pode acionar "cláusula" para combater o calor

O torneio de Wimbledon, conhecido pelas interrupções causadas pela chuva, pode recorrer na quarta-feira, pela primeira vez na sua história, a um plano de emergência para enfrentar a vaga de calor que se faz sentir em Londres.

© Stefan Wermuth / Reuters

De acordo com o juiz-árbitro do 'Grand Slam' britânico, Andrew Jarrett, citado em comunicado, a 'cláusula do calor', que permite uma pausa de dez minutos entre os segundo e terceiro 'sets' dos encontros do quadro feminino, pode ser usada na quarta-feira, caso a temperatura sentida no 'court' atinja os 30,1º. 

De fora ficam os encontros do quadro masculino, disputados à melhor de cinco 'sets'.

Hoje, as temperaturas no All England Club rondaram os 30º, mas na quarta-feira deverão chegar aos 35º, o que já levou a organização a lançar um alerta de calor para os espetadores. 

A temperatura mais alta registada nos 'courts' de relva londrinos data de 1976, quando os termómetros marcaram 34º e a média diária foi de 30,8º. Apenas cinco edições de Wimbledon foram poupadas pela chuva, a última das quais em 1993.

Apesar do calor, a organização do terceiro 'Grand Slam' da temporada rejeita fechar o teto amovível do 'court' central, alegando que desvirtua a identidade do torneio como competição 'outdoor'.

 

AMG // VR

Lusa/fim

 

NewsSubjects:- Desporto - Ténis 

20150630T162510

  • Obama acredita que Guterres será um bom líder da ONU
    0:53

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar de perto com os Estados Unidos na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido esta sexta-feira por Barack Obama, na Casa Branca, onde foi elogiado pelo ainda Presidente.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.