sicnot

Perfil

Desporto

Governo da Catalunha considera "extremamente grave" inquérito da UEFA ao FC Barcelona

A vice-presidente e porta-voz do governo da Catalunha, Neus Munté, considerou hoje "extremamente grave" o processo levantado pela UEFA ao FC Barcelona, pelas manifestações independentistas na final da Liga dos Campeões de futebol, em Berlim.

reuters

"É extremamente grave, porque estamos a falar de liberdade de expressão que deve reger todas as manifestações", disse Neus Munté, referindo que os símbolos e cânticos "não são ilegais ou proibidos" e "são manifestações sem qualquer tom violento".

Neus Munté acrescentou que a presença maciça de 'estelades' (bandeiras da independência) em campos de futebol, concertos e outras atividades públicas são encarados com normalidade na Catalunha e faz parte da liberdade de expressão das pessoas.

A vice-presidente do governo da Catalunha considera que, com a abertura do processo de inquérito ao FC Barcelona, a UEFA está a colocar em causa o direito à liberdade de expressão.

  • Uma viagem pela Estrada Nacional 236
    2:52
  • A reconstrução depois da tragédia de Pedrógão
    2:43
  • Marcelo reúne-se na quarta-feira com Putin

    País

    O Presidente da República reúne-se na quarta-feira, em Moscovo, com o líder russo, Vladimir Putin, informou este domingo a Presidência. Marcelo Rebelo de Sousa estará na capital da Federação Russa para assistir ao jogo da seleção portuguesa na fase final do Mundial de Futebol com a equipa de Marrocos

  • Novo busto de Ronaldo foi pedido pelo Museu CR7
    2:07
  • Grécia e Macedónia assinam acordo histórico
    2:02

    Mundo

    A Grécia e a Macedónia assinaram um acordo histórico para mudar o nome da antiga República Jugoslava para República da Macedónia do Norte. Em causa está um problema diplomático entre os dois países que dificultou os planos da Macedónia em aderir à União Europeia e às Nações Unidas.