sicnot

Perfil

Desporto

Governo da Catalunha considera "extremamente grave" inquérito da UEFA ao FC Barcelona

A vice-presidente e porta-voz do governo da Catalunha, Neus Munté, considerou hoje "extremamente grave" o processo levantado pela UEFA ao FC Barcelona, pelas manifestações independentistas na final da Liga dos Campeões de futebol, em Berlim.

reuters

"É extremamente grave, porque estamos a falar de liberdade de expressão que deve reger todas as manifestações", disse Neus Munté, referindo que os símbolos e cânticos "não são ilegais ou proibidos" e "são manifestações sem qualquer tom violento".

Neus Munté acrescentou que a presença maciça de 'estelades' (bandeiras da independência) em campos de futebol, concertos e outras atividades públicas são encarados com normalidade na Catalunha e faz parte da liberdade de expressão das pessoas.

A vice-presidente do governo da Catalunha considera que, com a abertura do processo de inquérito ao FC Barcelona, a UEFA está a colocar em causa o direito à liberdade de expressão.

  • Prisão preventiva para marroquino suspeito de apoiar o Daesh

    País

    O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal impôs esta quinta-feira prisão preventiva ao cidadão marroquino, detido na Alemanha e entregue a Portugal, suspeito de adesão e apoio ao grupo extremista Daesh e recrutamento e financiamento ao terrorismo.

  • "A isto chama-se pura hipocrisia"
    1:13

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho classifica a atuação do Governo na gestão da Caixa Geral de Depósitos como um "manual de cinismo político insuportável", declarações feitas pelo líder do PSD durante a reunião do Conselho Nacional em Lisboa.