sicnot

Perfil

Desporto

Raparigas vão poder jogar em equipas de futebol e futsal juvenis masculinas

A Federação Portuguesa de Futebol decidiu alargar ao escalão de juvenis a possibilidade de raparigas integrarem equipas masculinas de futebol e futsal, confirmou esta quinta-feira à Lusa fonte oficial do organismo.

Em Portugal, dos 132.801 jogadores federados, apenas 2138 são do sexo feminino. (Arquivo)

Em Portugal, dos 132.801 jogadores federados, apenas 2138 são do sexo feminino. (Arquivo)

© USA Today Sports / Reuters

A hipótese de formar equipas mistas, que já ocorria nos escalões mais jovens (benjamins, infantis e iniciados), vai ser alargada na época 2015/16 aos juvenis, ou seja sub-17, como forma de "dar continuidade à prática da modalidade por parte de jogadoras que não têm equipas de futebol feminino na sua região" e que já disputam competições federadas.

Além disso, e ainda de acordo com a mesma fonte, a presença feminina nestas equipas vai servir para a "melhoria das competências técnicas e físicas de atletas identificadas como 'talentos' que evoluem numa competição mista, com maior exigência competitiva". 

Em Portugal, dos 132.801 jogadores federados, apenas 2138 são do sexo feminino.

Lusa

  • Ouriense é a primeira equipa feminina portuguesa na Liga dos Campeões
    9:27

    Desporto

    O feito do Ouriense é inédito no futebol feminino português. A equipa conseguiu o apuramento para a Liga dos Campeões. O encontro da primeira mão dos dezasseis avos da final foi na passada quarta feira. O Ouriense perdeu por três bolas a zero, mas ainda volta a enfrentar o Fortuna, na Dinamarca. É certo que a equipa portuguesa terá de ganhar por quatro bolas a zero para passar à próxima eliminatória mas também é garantido que, apesar das diferenças entre as duas equipas, ao Ouriense não falta força de vontade.

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalaram-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.