sicnot

Perfil

Desporto

Casillas no FC Porto, avança TVE

O guarda-redes espanhol Íker Casillas vai alinhar no FC Porto, depois de 25 anos ao serviço do Real Madrid, da Liga espanhola de futebol, noticia hoje a TVE no seu sítio oficial na Internet.

© Reuters Staff / Reuters

De acordo com a televisão espanhola, o Real Madrid recebeu uma proposta escrita pelo 'capitão' da formação 'merengue', que, segundo a mesma fonte, pretende facilitar a saída de Casillas e compensá-lo financeiramente, para que não perca dinheiro ao assinar pelos 'dragões'.

A TVE dá ainda conta de que a atitude do guarda-redes e do clube madridista é de máxima colaboração, antevendo que não haja problemas na transferência, considerada fundamental para que o Real Madrid assegure a contratação de David de Gea, atualmente no Manchester United.

O diário desportivo madrileno AS, também na sua página oficial na Internet, confirma que a transferência agrada ao jogador, acrescentando que o FC Porto pretendia que o Real Madrid assegurasse 100% dos ordenados, mas o clube da capital espanhola está disponível para contribuir mas não na sua totalidade.

Iker Casillas, de 34 anos, fez toda a sua carreira no Real Madrid, ao serviço do qual venceu três Ligas dos Campeões, um Mundial de clubes, duas Taças Intercontinentais, duas Supertaças Europeias, cinco Ligas espanholas, duas Taças do Rei e quatro Supertaças de Espanha.

Ao serviço da seleção espanhola, o guarda-redes conquistou dois Europeus (2008 e 2012) e um Mundial (2010).

Lusa

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.