sicnot

Perfil

Desporto

Rui Costa com mazelas na anca, costas e joelho após queda na Volta à França

O ciclista português Rui Costa (Lampre-Merida) ficou hoje com mazelas na anca, costas e joelho, na sequência da aparatosa queda que marcou a terceira etapa da Volta a França e que também apanhou José Mendes (Bora-Argon 18).  

Christophe Ena

"Obrigado por se preocuparem. Estou com dores na anca e no joelho. Algum mal-estar, mas não é grave", escreveu o campeão nacional na sua página do Facebook.

Rui Costa foi um dos inúmeros ciclistas que caiu ao quilómetro 107 dos 159,5 entre Antuérpia e o muro de Huy, mas conseguiu regressar ao pelotão quando a corrida foi neutralizada pela organização, por não haver assistência médica disponível para todos os corredores afetados, e terminou a etapa na 38.ª posição, a 01.13 minutos do vencedor, o espanhol Joaquim Rodríguez, subindo ao 30.º posto da geral, a 03.10 minutos do líder Chris Froome (Sky). 

"Esta Volta a França não está a começar nada bem para mim. Hoje foi o caos", lamentou posteriormente no seu blog pessoal, contando que deu "uma valente cambalhote" e levou com "uma bicicleta a grande velocidade" em cheio nas costas. 

A queda deixou-o com contusões, queimaduras e algumas feridas nas costas, anca e joelho, que o deixam desconfortável para a etapa de terça-feira.

"O pior é que amanhã temos uma etapa importantíssima e super dura, a etapa do 'pavé'. Uma autêntica Paris-Roubaix em pleno Tour. O trepidar do paralelo a juntar às mazelas... é melhor não pensar e simplesmente focar-me no objetivo. Vamos ver como acordo amanhã. Espero estar melhor e conseguir passar bem a dificuldade", completou.

Outro dos 'azarados' foi José Mendes, que considerou que, apesar do aparato da queda, a gravidade podia ter sido pior. 

"O que me está preocupar mais é um hematoma que tenho no músculo acima do joelho, que me dificultou imenso a tarefa de terminar a etapa. Neste momento não parece ser nada de grave, mas vamos ver como evoluem as lesões provocadas pela queda", disse à agência Lusa o vimaranense, que foi 162.º, a 11.02 minutos, e desceu à 163.ª posição da geral.

Entretanto Nélson Oliveira (Lampre-Merida) escapou incólume às quedas -- completou a tirada no 107.º lugar, a 06.13 minutos, e é agora 79.º, a 08.13 do britânico da Sky -, bem como Tiago Machado. 

"Ainda bem que hoje se neutralizou a etapa devido às duas quedas aparatosas que houve, mas por que não se fez o mesmo ontem? É que o pelotão partiu-se definitivamente quando houve quedas antes de uma viragem e as equipas iam na sua maioria desorganizadas", questionou o ciclista da Katusha, que hoje celebrou a vitória do seu colega Joaquim Rodríguez. 

O ciclista de Famalicão chegou uma posição atrás de Rui Costa e escalou até ao 59.º posto da geral, a 06.41 minutos de Froome.

Lusa

  • DJ Avicii morre aos 28 anos

    Cultura

    Tim Bergling, conhecido por Avicii e um dos mais famosos DJ's do mundo, morreu aos 28 anos. A notícia foi avançada pelo site TMZ, que adianta que o DJ e produtor sueco foi encontrado morto esta sexta-feira em Muscat, em Omã, e os detalhes da morte ainda não são conhecidos.

    SIC

  • ERSE concluiu que estavam a ser pagos 165 milhões euros a mais à EDP
    0:53

    País

    José Gomes Ferreira afirmou esta sexta-feira que a ERSE -Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos concluiu que estavam a ser pagos 165 milhões de euros a mais do que o necessário à EDP. Contratos que foram postos em prática em 2007 por Manuel Pinho, na altura ministro da Economia.

  • "Não andámos a tomar calmantes, nem a dar abracinhos"
    0:52

    Desporto

    Rui Vitória recusa atirar a toalha ao chão. O treinador do Benfica acredita que ainda muito pode acontecer e revela a motivação da equipa depois da derrota com o FC Porto na Luz, que levou à perda da liderança a quatro jornadas do fim.

  • Porque erram os árbitros?
    2:03

    Desporto

    Num momento em que a polémica em redor da arbitragem está acesa e que nem o videoárbitro parece ter contribuído para a pacificar o futebol, em Leiria juntaram-se treinadores e homens do apito para se entender porque erram os árbitros.

  • "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos"

    Mundo

    "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos", esta foi apenas uma das declarações de Karl Lagerfeld sobre as denúncias de abuso sexual, que estão a marcar o mundo do cinema, da música e da moda. Numa entrevista, o diretor criativo da Chanel e da Fendi declarou mesmo que estava farto do #MeToo, o movimento usado para denunciar estes casos de abusos por todo o mundo.

    SIC

  • Viagem de balão para ver as cerejeiras em flor
    14:27
  • Niassa foi o 4.º lince-ibérico libertado a ser atropelado em Portugal
    1:33

    País

    Uma fêmea de lince-ibérico foi encontrada morta com sinais de atropelamento na A22, próximo de Olhão. A fêmea, criada em cativeiro, tinha sido libertada no Vale do Guadiana em fevereiro de 2017. É o quarto lince-ibérico, que tinha sido libertado na natureza, que morre atropelado em Portugal.

  • "Há uma aceitação do lince no território"
    3:33

    País

    Apesar de já se terem registado em Portugal quatro atropelamentos de linces libertados na natureza, em entrevista à SIC, Pedro Rocha, do Departamento do Alentejo do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), disse que o programa de reintrodução "tem corrido bastante bem", não só devido às condições do habitat e disponibilidade de alimento, mas também porque "há uma aceitação do lince no território". Desde 2015, foram libertados no Vale do Guadiana 33 linces e 16 já nasceram em estado selvagem.

  • EUA acusam Síria de tentar apagar provas de alegado ataque químico em Douma
    1:28
  • Já pode escolher uma morte amiga do ambiente

    Mundo

    Preocupa-se com o ambiente? Recicla? Prefere andar a pé ou partilhar transportes? Então saiba que a partir de agora a morte também pode ser amiga do ambiente. Desde caixões degradáveis de vime a cremação líquida, já é possível diminuir o impacto ambiental da morte.

    SIC

  • O "anjo" que quer ensinar raparigas a programar
    2:59