sicnot

Perfil

Desporto

Francisco Lufinha desiste da travessia até à Madeira, após bater recorde mundial

O português Francisco Lufinha pôs esta terça-feira um ponto final à travessia entre Lisboa e a Madeira, deixando o recorde mundial de maior viagem de kitesurf sem paragens em 874 quilómetros.

(Arquivo)

(Arquivo)

SIC

"O nosso campeão teve de parar a sua odisseia e encontra-se neste momento no barco de apoio a caminho da Madeira. O cansaço e fadiga extremos impediram que ele continuasse em segurança. O objetivo está cumprido", escreveu a assessoria de imprensa de Lufinha na sua página de Facebook. 

Na segunda-feira, o 'rider' luso bateu o recorde mundial de maior viagem de kitesurf sem paragens, superando a anterior marca de 564 quilómetros, que já detinha desde setembro de 2013. Hoje, interrompeu a viagem até à Madeira, depois de 47:37.00 horas, tendo esticado a sua marca até aos 874 quilómetros. 

O velejador luso embarcou na sua aventura às 16:30 de domingo, no Cais das Colunas, em Lisboa.

Lusa

  • ANACOM apresenta recomendações para melhorar redes de telecomunicações
    1:17

    País

    A ANACOM entregou um conjunto de recomendações ao Governo, Parlamento, municípios e operadores de telecomunicações. A autoridade reguladora em Portugal das comunicações eletrónicas propõe que os cabos aéreos de telecomunicações sejam substituídos por cabos subterrâneos, entre outras coisas. O objetivo é impedir que as redes fiquem em baixo perante incêndios ou outras catástrofes.

  • Ministra do Mar não aceita suspensão da pesca da sardinha
    2:39

    Economia

    O organismo científico que aconselha a Comissão Europeia em matéria de pescas recomendou esta sexta-feira que Portugal e Espanha não pesquem sardinha no próximo ano. A Ministra do Mar não aceita esta recomendação de capturas zero e vai propor uma redução do limite de capturas de sardinha das 17 mil toneladas deste ano para cerca de 14 mil em 2018.

  • Atividade económica regista crescimento

    Economia

    A atividade económica portuguesa está a crescer ao maior ritmo dos últimos 17 anos. O crescimento registado em setembro é o mais elevado desde janeiro de 2000. Já o consumo privado registou uma diminuição face a agosto.

    SIC