sicnot

Perfil

Desporto

Luís Duque pondera candidatura à liderança da Liga

Luís Duque, presidente do conselho executivo da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), disse estar ainda em fase de ponderação quanto a encabeçar uma candidatura à liderança do órgão.

LUSA

O dirigente, que nos últimos noves meses esteve à frente da LPFP a tentar conferir viabilidade financeira e organizacional à instituição, disse que precisa de refletir, mas ficou agradado pela moção de confiança recebida hoje pelos presidentes dos clubes presentes.

"Ainda é cedo para dizer se sou candidato. As eleições foram agora marcadas e é preciso ponderar uma série de fatores", começou por dizer Duque, completando: "Fiz um intervalo na minha vida profissional para estar neste cargo, onde não tenho remuneração, e para abraçar um mandato de quatro anos tenho de ponderar várias coisas."

Já numa espécie de balanço sobre a sua passagem pela direção da LPFP, Luís Duque mostrou-se satisfeito por ter cumprido os objetivos a que se propôs.

"Foi um prazer ter estado aqui meses, e conseguimos o que nos foi pedido, nomeadamente a alteração de estatutos que devolvesse a direção da Liga aos clubes, a alteração dos regulamentos, o relançamento da Taça da Liga e a recuperação financeira da instituição. Penso que os clubes também estão satisfeitos".

Precisamente sobre a situação financeira da Liga, Luís Duque revelou que quando chegou ao cargo "o passivo encontrado foi de sete milhões de euros e nesta altura já está reduzido".

O dirigente avançou ainda que as contas relativas a 2014/15 ainda não estão fechadas, mas que apontam para "um passivo zero", enquanto que para a próxima época há previsão que possam "regressar aos lucros".

O presidente da comissão executiva enalteceu "o empenhamento de todos os clubes e de uma certa paz para se fazer as reformas necessárias na Liga".

Lusa

  • Incêndios causaram 76 feridos no espaço de uma semana
    0:34

    País

    No espaço de uma semana, 76 pessoas ficaram feridas, incluindo seis com gravidade, durante os incêndios florestais. Na conferência de imprensa desta tarde, a Proteção Civil explicou que há cinco planos municipais de emergência ativos por causa das chamas.

  • Marine devolve bandeira do Japão 73 anos depois 
    2:13

    Mundo

    Setenta e três anos depois da batalha mais sangrenta do Pacífico, um veterano dos Estados Unidos cumpriu uma promessa pessoal. Marvin Strombo devolveu à família a bandeira da sorte de um soldado japonês, morto em 1944, em Saipan, na II Guerra Mundial. 

  • Autoridades usam elefantes para resgatar pessoas das cheias na Ásia
    1:31

    Mundo

    Mais de 215 pessoas morreram nas inundações que estão a devastar o centro da Ásia, e estima-se que três milhões tiveram de abandonar as casas. As autoridades estão a usar elefantes para resgatar locais e turistas das zonas mais afetadas e avisam que há dezenas de pessoas desaparecidas.