sicnot

Perfil

Desporto

Federer-Murray e Djokovic-Gasquet são os 'duelos' das meias-finais de Wimbledon

O nono dia de competição em Wimbledon terminou hoje com os tenistas Roger Federer, Andy Murray, Novak Djokovic e Richard Gasquet a garantirem as meias-finais da competição, que decorrerão na próxima sexta-feira.

© Toby Melville / Reuters

O primeiro a 'carimbar' a presença para as 'meias' foi o suíço Roger Federer. Com um ténis sólido, o número dois mundial não deu grandes hipóteses ao francês, 13.º da hierarquia mundial, ao vencer por 6-3, 7-5 e 6-2.

Depois de duas interrupções devido à chuva, 1:34 horas foi o tempo que o francês aguentou no 'court' numero um do All England Club, tendo ainda assim conseguido o seu melhor registo no torneio inglês.

Na próxima ronda, o suíço, que irá disputar a 37.ª meia-final de um torneio do 'Grand Slam', vai encontrar o britânico Andy Murray, numa reedição da final de 2012.

Tal como Federer, o tenista da 'casa', número três do 'ranking', não teve grandes dificuldades em avançar para a sua sexta meia-final de Wimbledon, impondo-se ao canadiano Vasek Pospisil, 56.º da hierarquia, por 6-4, 7-5 e 6-4, em 2:13 minutos.

O terceiro a confirmar a presença para as meias-finais foi o número um mundial Novak Djokovic, ao repetir a vitória de 2014, também nos quartos de final, frente ao croata Marin Cilic.

Ao contrário do que sucedeu em 2014, em que o sérvio precisou de cinco sets e de mais de três horas para bater o nono da hierarquia mundial, Djokovic teve hoje um jogo mais 'tranquilo', acabando por vencer com um triplo 6-4 em 1:49 horas.

Pela frente, rumo à revalidação do título, Djokovic terá o francês Richard Gasquet, que no jogo mais longo do dia acabou por vencer a 'batalha' frente ao suíço Stanislas Wawrinka.

No mais longo dos jogos dos quartos de final, com a duração de 3:27 horas, o francês, 20.º da hierarquia mundial e atual campeão do Estoril Open, superou o quarto da hierarquia mundial e recente campeão de Roland Garros, igualando o seu melhor registo no torneio inglês, de 2007.

6-4, 4-6, 3-6, 6-4 e 11-9 foram os parciais do mais longo dos jogos dos 'quartos', com a duração de 3:27 horas, em que o francês, 20.º da hierarquia mundial e atual campeão do Estoril Open, superou o quarto da hierarquia mundial e igualou o seu melhor registo no torneio inglês, de 2007.

A competição regressa aos courts do All England Club na quinta-feira, com a realização das duas meias-finais femininas que irão opor norte-americana Serene Williams frente à russa Maria Sharapova e a espanhola Garbine Muguruza frente a polaca Agnieszka Radwanska.

Lusa

  • Santana Lopes confirma buscas na Santa Casa da Misericórdia de Lisboa
    1:26

    País

    Pedro Santana Lopes confirmou esta quarta-feira a realização de buscas por parte da polícia judiária à Santa Casa da Misericórdia de Lisboa. O provedor da Santa Casa disse aos jornalistas que o processo está relacionado com suspeitas em compras efetuadas pela Misericórdia, situação que há dois anos já tinha sido objeto de inquérito interno.

  • Oposição aproveita debate quinzenal para questões sobre a CGD
    2:35

    Caso CGD

    A oposição aproveitou o debate quinzenal para questionar o primeiro-ministro sobre a polémica em torno da Caixa Geral de Depósitos. O CDS exigiu provas de António Costa para afirmar que as contas do banco foram maquilhadas e o PSD perguntou ao primeiro-ministro se não estranha a demissão de António Domingues quando este apresentou a declaração de rendimentos.

  • Turismo da Madeira investe mais de 3 milhões de euros no programa de festas
    2:22

    País

    A Madeira já vive a época de Natal. O turismo da região investiu mais de 3 milhões de euros no programa de festas de Natal e Fim de Ano para atrair os turistas. Os residentes e também turistas aproveitam para desfrutar do ambiente mágico proporcionado pelas tradicionais iluminações à mistura com as decorações e gastronomia típicas da quadra.

  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.