sicnot

Perfil

Desporto

Médio brasileiro Alef reforça Sporting de Braga até 2020

O Sporting de Braga, da I Liga de futebol, anunciou esta quarta-feira a contratação do médio brasileiro Alef, de 20 anos, até ao final da época 2019/20, em nota divulgada no sítio oficial.

Internacional pelas seleções jovens do Brasil, Alef esteve presente no Mundial sub-20, na Nova Zelândia, no qual disputou os três jogos da fase de grupos.

Internacional pelas seleções jovens do Brasil, Alef esteve presente no Mundial sub-20, na Nova Zelândia, no qual disputou os três jogos da fase de grupos.

Ross Setford / AP

O clube minhoto adquiriu os direitos desportivos e 50 por cento dos direitos económicos do médio, com a outra metade a continuar a pertencer à Ponte Preta, clube do estado de São Paulo, no Brasil, no qual o jogador cumpriu o seu período de formação.

Internacional pelas seleções jovens do Brasil, Alef esteve presente no Mundial sub-20, na Nova Zelândia, no qual disputou os três jogos da fase de grupos, e inicia, nesta época, a segunda experiência europeia, depois de ter passado pelo Marselha, de França, em 2014/15, por empréstimo da Ponte Preta.

O médio, em declarações ao sítio oficial dos 'arsenalistas', revelou que Danilo, jogador dos bracarenses e colega na seleção brasileira sub-20, o motivou a vir para Portugal, tendo-lhe dito que "o Sporting de Braga é uma equipa muito boa".

Lusa

  • Incêndios em Portugal - um mês depois
    9:10

    Reportagem Especial

    Regressar a casa para refazer a vida é tudo o que querem as famílias a quem o fogo levou quase tudo, há cerca de um mês. Contudo, esse regresso não tem sido fácil. Depois dos incêndios, famílias e empresas ainda têm de vencer as burocracias. A Reportagem Especial deste sábado regressa a Seia, onde arderam mais de 70 casas de primeira habitação e onde a vida de muitos parece ter entrado num impasse.

  • CIP contra 600€ de salário mínimo, ameaça boicatar iniciativas do governo
    1:28

    Economia

    O presidente da Confederação Empresarial de Portugal (CIP) está contra o aumento do salário mínimo para 600€. Em entrevista conjunta à Antena1 e ao Jornal de Negócios, o presidente António Saraiva considerou a proposta "uma luta partidária" dos comunistas com o Bloco de Esquerda" e ameaça boicotar a presença em iniciativas publicas, promovidas pelo executivo.