sicnot

Perfil

Desporto

Primeiro-ministro croata apela à UEFA para não punir seleção

O primeiro-ministro croata Zoran Milanovic apelou à UEFA para não excluir o seu país das competições europeias de futebol por causa de uma cruz suástica desenhada no relvado durante o jogo Croácia-Itália, de qualificação para o Euro2016.

Milanovic enviou uma carta à UEFA na qual manifestou "preocupação com o destino das equipas croatas na sequência do processo disciplinar que resultou de um triste incidente". (Arquivo)

Milanovic enviou uma carta à UEFA na qual manifestou "preocupação com o destino das equipas croatas na sequência do processo disciplinar que resultou de um triste incidente". (Arquivo)

© Antonio Bronic / Reuters

Milanovic enviou uma carta à UEFA na qual manifestou "preocupação com o destino das equipas croatas na sequência do processo disciplinar que resultou de um triste incidente".

A UEFA abriu um processo disciplinar por racismo contra a Federação croata de futebol, depois de uma cruz suástica ter sido desenhada no relvado do jogo disputado a 12 de junho entre a Croácia e a Itália, da fase de qualificação para o Euro2016 e que terminou com um empate a um golo.

O organismo que gere o futebol europeu anunciou uma decisão para o dia 16 de julho e os croatas receiam ser banidos das provas internacionais, numa altura em que a sua seleção lidera o grupo H de qualificação para o Euro2016, à frente da seleção italiana.

"Apelo que não deixem que o Euro2016 se realize sem a participação de todas as melhores seleções", escreveu o primeiro-ministro, para quem uma sanção pesada iria "destruir a equipa, deixar uma cicatriz profunda entre os adeptos croatas e prejudicar o futebol na Croácia a longo prazo".

A polícia avançou com acusações formais contra a Federação croata e dois dos seus funcionários por negligência, embora a identidade destes não tivesse sido revelada.

A UEFA já tinha ordenado que o Croácia-Itália fosse jogado à porta fechada, como punição pelos incidentes de violência e racismo protagonizados por adeptos da casa quando a seleção croata recebeu a sua congénere norueguesa.

Na sequência do incidente com a cruz suástica, a Federação croata apresentou publicamente desculpas e qualificou o ato como "uma sabotagem".

Lusa

  • Cinco mil trabalhadores da PT manifestaram-se em Lisboa
    3:55

    Economia

    Perto de cinco mil trabalhadores da PT manifestaram-se esta sexta-feira, em Lisboa. Os números são avançados pelos sindicatos. Os trabalhadores contestam a transferência de funcionários para empresas parceiras da Altice e outras empresas do grupo, sem as mesmas garantias e direitos. A Altice garante que as transferências são legais mas alguns funcionários já levaram o caso a tribunal.

  • Uma viagem aérea pela Lagoa Negra
    1:02
  • Videovigilância regista impacto de sismo na Grécia

    Mundo

    Um sismo de magnitude 6.7 atingiu na quinta-feira o mar Egeu e causou pelo menos dois mortos e mais de 200 feridos. O momento e o impacto causado pelo abalo foram registados através de uma câmara de videovigilância de um café, na ilha grega de Kos, um dos locais mais afetados.

  • A sátira a Sean Spicer no Saturday Night Live
    1:36

    Mundo

    O estilo de Sean Spicer foi controverso desde o início. A relação conflituosa do ex-assessor da Casa Branca com os jornalistas foi muitas vezes satirizada na comunicação social. Um exemplo é um momento do Saturday Night Live, protagonizado pela atriz Meliissa McCarthy.

  • Músico indiano toca guitarra durante cirurgia ao cérebro

    Mundo

    Abhishek Prasad foi submetido a uma cirurgia ao cérebro esta quinta-feira, num hospital na cidade indiana de Bangalore, após anos e anos a sofrer de dolorosos espasmos nas mãos. O insólito do caso foi que o músico indiano teve de tocar guitarra para ajudar os médicos durante a intervenção cirúrgica.