sicnot

Perfil

Desporto

Félix da Costa torna-se primeiro português a vencer uma prova do DTM

O piloto António Félix da Costa, ao volante de um BMW M4, tornou-se este domingo o primeiro português a vencer uma prova do campeonato alemão de carros de turismo (DTM), ao impor-se na segunda corrida em Zandvoort, na Holanda.

Félix da Costa elogiou o "excelente trabalho" da sua equipa, "que esteve brilhante todo o fim de semana", agradecendo também o apoio e o "enorme carinho" dos adeptos portugueses que estiveram presentes na Holanda. (Arquivo)

Félix da Costa elogiou o "excelente trabalho" da sua equipa, "que esteve brilhante todo o fim de semana", agradecendo também o apoio e o "enorme carinho" dos adeptos portugueses que estiveram presentes na Holanda. (Arquivo)

© Enrique Marcarian / Reuters

Félix da Costa, que tinha terminado em segundo lugar na corrida de sábado, atrás do alemão Marco Wittmann, arrancou da 'pole position' e completou as 39 voltas ao circuito holandês em 1:02.07,601 horas, batendo por 473 centésimos o brasileiro Augusto Farfus (BMW M4).

"Estou sem palavras, apesar de já ter muitas vitórias na minha carreira em vários campeonatos, esta tem um grande significado para mim, pois trabalhei muito para a obter", disse o piloto luso, em declarações divulgadas pela sua assessoria de comunicação.

Félix da Costa elogiou o "excelente trabalho" da sua equipa, "que esteve brilhante todo o fim de semana", agradecendo também o apoio e o "enorme carinho" dos adeptos portugueses que estiveram presentes na Holanda.

O piloto português, que partiu para Zandvoort sem qualquer ponto conquistado em seis corridas, subiu ao oitavo lugar do campeonato, com 43 pontos -- todos amealhados neste fim de semana -, o qual continua a ser liderado pelo britânico Jamie Green (Audi RS5), apesar de ter ficado em 'branco' na Holanda.

A quinta etapa do DTM disputa-se entre 31 de julho e 2 de agosto, em Spielberg, na Áustria.

Lusa

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalaram-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.