sicnot

Perfil

Desporto

Real Madrid homenageia Casillas no Santiago Bernabéu

Real Madrid homenageia Casillas no Santiago Bernabéu

Iker Casillas despediu-se esta manhã dos adeptos do Real Madrid. Alguns milhares deslocaram-se ao Santiago Bernabéu para se despedir do guarda-redes, numa cerimónia marcada à última hora. O presidente do clube, Floretino Perez, fez a homenagem e revelou que está a acertar o FC Porto um jogo de despedida.

"Vamos fazer-lhe uma grande homenagem e estamos a falar com o FC Porto", disse Florentino Pérez, acrescentando que se trataria de uma partida de homenagem ao futebolista, no Santiago Bernabéu, em Madrid.

"Estamos a pensar em 12 de agosto. Assinámos um acordo com o FC Porto. Não sei se será neste verão, mas será o mais rapidamente possível", salientou.

O guarda-redes internacional espanhol Iker Casillas, de 34 anos, assinou um contrato de duas épocas com o FC Porto, depois de ter representado o Real Madrid durante 25 anos, desde as camadas jovens.

O presidente do Real Madrid sublinhou que a decisão de sair para o FC Porto pertenceu exclusivamente a Iker Casillas e que ele próprio gostaria que o guarda-redes terminasse a carreira no Real Madrid.

"O Iker deixa-nos porque foi o seu desejo e temos de respeitar porque acreditamos que ganhou esse direito, incluindo que facilitássemos essa saída. (...) Ele toma a decisão de iniciar uma nova etapa desportiva depois dos últimos anos de grande pressão. Gostaríamos que terminasse aqui a carreira, mas tenho de respeitar essa decisão", afirmou Florentino Perez.

Por outro lado, o presidente do Real sublinhou que foi Iker Casillas quem quis "uma despedida austera e simples".

"Ainda que não fosse isso o que nós desejávamos. Por isso, estamos a trabalhar numa grande homenagem, com um jogo aqui no Bernabéu", disse Florentino Pérez, acrescentando que "as portas do clube estarão sempre abertas".

Sobre o FC Porto, o presidente do Real disse que Casillas "vai iniciar uma nova etapa numa grande equipa, numa cidade fantástica, com a sua família".

Já Iker Casillas começou a sua intervenção afirmando que já não se despediria mais.

"Esta é a definitiva, não haverá mais", brincou o jogador, que aguentou toda a sua curta declaração sem chorar.

Casillas agradeceu aos jornalistas e à direção do clube, mas sobretudo agradeceu a todos os madridistas.

"Ainda que tenhamos tido algumas discrepâncias, fico com os bons momentos, com os títulos ganhos, com a gente madridista. Sou mais um madridista, virei aqui puxar pelo Real sempre que puder e tentarei ser um embaixador do madridismo. Estejam convencidos de que levarei o nome do madridismo para onde quer que vá", concluiu.

Com Lusa

  • Marine devolve bandeira do Japão 73 anos depois 
    2:13

    Mundo

    Setenta e três anos depois da batalha mais sangrenta do Pacífico, um veterano dos Estados Unidos cumpriu uma promessa pessoal. Marvin Strombo devolveu à família a bandeira da sorte de um soldado japonês, morto em 1944, em Saipan, na II Guerra Mundial. 

  • Autoridades usam elefantes para resgatar pessoas das cheias na Ásia
    1:31

    Mundo

    Mais de 215 pessoas morreram nas inundações que estão a devastar o centro da Ásia, e estima-se que três milhões tiveram de abandonar as casas. As autoridades estão a usar elefantes para resgatar locais e turistas das zonas mais afetadas e avisam que há dezenas de pessoas desaparecidas.