sicnot

Perfil

Desporto

FPF nega que William Carvalho tenha apresentado "queixas incapacitantes"

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) disse hoje que o médio William Carvalho, que sofreu uma fratura de esforço, não apresentou "queixas incapacitantes" e nunca trabalhou de forma condicionada durante o Europeu de sub-21.

© Reuters Staff / Reuters

Hoje, o Sporting criticou hoje a FPF por não ter informado o clube da lesão de William Carvalho, que vai estar afastado da competição por um período que pode chegar a três meses.

Em comunicado, a FPF garantiu, pela voz do médico Carlos Martinho, que "William Carvalho não apresentou, até ao final do Campeonato da Europa, queixas incapacitantes, limitativas do rendimento ou que indiciassem a natureza da lesão referida pelo Sporting Clube de Portugal".

O organismo referiu que informa de imediato os clubes cujos jogadores sofrem lesões incapacitantes ao serviço das seleções nacionais.

"Não houve qualquer alteração de rendimento nos jogos ou nos treinos que fizesse pensar que o William Carvalho estava num patamar diferente dos colegas que competiram no Europeu", disse Rui Jorge, selecionador dos sub-21, citado pela FPF.

O organismo refere ainda que Pedro Pauleta, diretor da FPF e líder da comitiva portuguesa na República Checa, também não teve conhecimento de qualquer queixa do jogador, que nunca fez treino diferenciado dos colegas com idêntico número de jogos na prova.

O médio, eleito o melhor jogador do Europeu de sub-21, tinha estado, antes do torneio da República Checa, ao serviço da seleção AA, tendo atuado na partida com a Arménia, sem apresentar qualquer queixa.

"No seguimento do comunicado do Sporting Clube de Portugal sobre o jogador William Carvalho, a Federação Portuguesa de Futebol informa que a sua Unidade de Saúde e Performance solicitou ao departamento clínico do SCP a informação que sustenta o diagnóstico hoje tornado público", concluiu o comunicado.

Em comunicado, o Sporting tinha referido que a FPF não tinha informado o clube de uma lesão do médio, e, "como resultado, o jogador William Carvalho enfrenta um tempo de paragem entre 10 a 12 semanas".

"A Sporting Clube de Portugal, Futebol, SAD vem, por este meio, exprimir a sua indignação pelo facto de o futebolista William Carvalho ter regressado dos trabalhos da seleção sub-21 com uma fratura de 'stress' na tíbia sem que tal facto tenha sido comunicado pelo corpo clínico da seleção nacional de sub-21 ou por qualquer um dos seus dirigentes à direção clínica do Sporting Clube de Portugal", lê-se num comunicado dos 'leões'.

De acordo com o clube, só na segunda-feira, no regresso de William Carvalho ao trabalho, depois de ter estado ao serviço de Portugal no Europeu de sub-21, "o corpo clínico do Sporting Clube de Portugal identificou um problema com o jogador".

O Sporting refere ainda que, "curiosamente, só hoje de madrugada a Federação Portuguesa de Futebol enviou ao Sporting Clube de Portugal os boletins clínicos referentes aos sete jogadores" do clube que estiveram no Europeu da República Checa.

"O boletim clínico da seleção nacional de sub-21, referente ao jogador William Carvalho, diz que o jogador nunca apresentou qualquer problema físico. O jogador nega e refere que o departamento clínico estava a par das queixas do jogador", refere o clube.

Esta é a segunda baixa no início dos trabalhos do Sporting, agora treinado por Jorge Jesus, depois de o defesa-central Ewerton ter sido operado ao tornozelo esquerdo, devendo ficar fora de competição três meses.

Lusa

  • William Carvalho lesionado, Sporting acusa federação

    Desporto

    O jogador do Sporting William Carvalho tem uma fratura de stress na Tíbia e vai parar de 10 a 12 semanas. O médio, que esteve ao serviço da seleção nacional no Europeu de Sub-21, vai assim falhar a Supertaça, o play-off da Liga dos Campeões e o arranque de campeonato. O Sporting está indignado com o corpo clínico da Federação Portuguesa de Futebol.

  • Paulo Fonseca e Paulo Sousa fora da Liga Europa

    Liga Europa

    A segunda mão dos 16 avos-de-final da Liga Europa ficou marcada pelas eliminações de duas equipas treinadas por portugueses: a Fiorentina de Paulo Sousa e o Shakhtar Donetsk de Paulo Fonseca. Paulo Bento, no Olympiacos, e José Mourinho, no Manchester United, são os únicos técnicos lusos ainda em competição. Noutros jogos, destaque para os afastamentos do Tottenham e do Zenit. Veja aqui os resumos de todos os encontros desta noite europeia. O sorteio dos oitavos-de-final está agendado para esta sexta-feira, às 12h00, hora de Lisboa.

  • "Não preciso de ajustar contas com ninguém"
    0:49

    País

    O ex-Presidente da República insiste que José Sócrates foi desleal durante as negociações do Orçamento do Estado para 2011. Numa entrevista dada à RTP1, Cavaco Silva esclareceu ainda que não escreveu o livro de memórias para ajustar contas com o ex-primeiro-ministro.

  • Sócrates em processo judicial surpreende Cavaco
    0:18

    País

    Cavaco Silva afirmou ter ficado surpreendido com o envolvimento de José Sócrates num processo judicial. Em entrevista à RTP1 o ex-Presidente da República diz que nunca se apercebeu de qualquer "atuação legalmente menos correta" da parte de Sócrates.

  • PSD questiona funcionamento da Assembleia da República
    2:39

    Caso CGD

    O PSD e o CDS vão entregar esta sexta-feira no Parlamento o pedido para criar uma nova Comissão de Inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos. Os dois partidos reuniram-se esta quarta-feira para fechar o texto do requerimento. Durante o dia, o PSD considerou que o normal funcionamento da Assembleia da República está em causa, o que levou Ferro Rodrigues a defender-se e a garantir que está a ser imparcial.

  • Marcelo rejeita discussões menores na banca
    0:32

    Economia

    O Presidente da República avisa que não se devem introduzir querelas táticas e menores no sistema financeiro. Num encontro que reuniu publicamente Marcelo e Centeno, o Presidente diz que é preciso defender o interesse nacional.

  • Três dos planetas encontrados podem conter água e vida
    3:28
  • Túnel descoberto em cadeia brasileira tinha ligação a uma habitação
    0:44

    Mundo

    A polícia brasileira descobriu um túnel que ligava a cadeia de Porto Alegre a uma casa e serviria para libertar prisioneiros do estabelecimento. As autoridades detiveram sete homens e uma mulher no local. A construção permitiria uma fuga massiva que poderia chegar aos 200 mil fugitivos e estima-se que terá custado mais de 300 mil euros. A polícia do Rio Grande do Sul acredita, assim, ter impedido aquela que seria a maior fuga de prisioneiros de sempre no Estado brasileiro.

  • Secretário da Segurança Interna dos EUA desmente Donald Trump

    Mundo

    O Presidente norte-americano, Donald Trump, afirmou esta quinta-feira que os esforços do seu Governo para expulsar alguns imigrantes ilegais dos Estados Unidos "são uma operação militar", afirmação contrariada pelo seu secretário da Segurança Nacional no México.