sicnot

Perfil

Desporto

Ivan Basso operado com êxito a cancro nos testículos

O italiano Ivan Basso foi esta quarta-feira operado "com êxito" a um cancro nos testículos e deverá ter alta na quinta-feira, informou o hospital de Milão onde decorreu a cirurgia ao ciclista, que abandonou a Volta a França.

Na segunda-feira, Basso revelou que sofria de cancro dos testículos, o qual lhe foi diagnosticado num exame durante a presente edição da Volta a França. (Arquivo)

Na segunda-feira, Basso revelou que sofria de cancro dos testículos, o qual lhe foi diagnosticado num exame durante a presente edição da Volta a França. (Arquivo)

© Alessandro Garofalo / Reuters

"Ivan Basso foi hoje submetido a uma intervenção cirúrgica de remoção do testículo esquerdo devido à presença de um tumor", lê-se no comunicado do hospital, que acrescenta que a operação "foi concluída com êxito e o paciente, já em ótimas condições gerais, receberá alta amanhã [quinta-feira]".

Após conhecidos os resultados das análises feitas ao tumor "será possível estabelecer se é necessário ou não um tratamento adicional".

"O prognóstico a longo prazo neste tipo de tumor nos testículos é excelente", acrescenta o hospital.

Na segunda-feira, Basso revelou que sofria de cancro dos testículos, o qual lhe foi diagnosticado num exame durante a presente edição da Volta a França.

"Durante a quinta etapa, fui vítima de uma pequena queda. Magoei-me nos testículos. Senti uma leve dor durante alguns dias e então decidi consultar os médicos do Tour e a minha equipa. Mandaram-me para o hospital e os testes revelaram cancro testicular", referiu.

Ivan Basso venceu a Volta a Itália em 2006 e 2010, tendo sido terceiro na Volta a França em 2004 e segundo em 2005. Entre 2006 e 2008 esteve suspenso por doping, pelo envolvimento na 'Operação Puerto'.

Lusa

  • Os números das eleições francesas
    0:50

    Eleições França 2017

    Os resultados definitivos mostram que Emmanuel Macron obteve 24% dos votos, na primeira volta das eleições francesas. Ficou quase três pontos à frente de Marine Le Pen, que conseguiu 21,3%. Os números oficiais, publicados pelo Ministério do Interior, dão ainda conta da taxa de abstenção: 22,2%, um ligeiro aumento face à primeira volta das presidenciais de 2012.

  • Estarão os portugueses a consumir vitamina D em excesso? 
    6:44
  • Investigadores criam nanovacina contra diferentes cancros

    Mundo

    Investigadores da Universidade do Texas, nos Estados Unidos, desenvolveram uma nanovacina (vacina administrada através de partículas microscópicas) contra diferentes cancros, como o da pele, do cólon e do reto, numa experiência com ratos, revela um estudo publicado esta segunda-feira.