sicnot

Perfil

Desporto

Sporting "não se revê nem apoia" candidatura de Luís Duque à presidência da Liga

O Sporting anunciou hoje que não se revê nem apoia a candidatura de Luís Duque à presidência da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) e que está disponível para apoiar um candidato com outro perfil.

Luís Duque anunciou a candidatura à presidência da Liga, cujas eleições estão marcadas para o dia 28 de julho.

Luís Duque anunciou a candidatura à presidência da Liga, cujas eleições estão marcadas para o dia 28 de julho.

Lusa

"O Sporting sabe que o mundo do futebol português espera e merece mais e manifesta a sua disponibilidade para apoiar um candidato com um perfil que seja capaz de personificar uma mudança em relação ao passado e de unir os clubes", pode ler-se no comunicado que o clube de Alvalade publicou na sua página na internet.

Assumindo não se rever nem apoiar a candidatura do antigo dirigente dos 'leões' e atual presidente da LPFP, o Sporting preconiza para o cargo alguém que "possa promover a transparência de que o futebol está necessitado e que lhe acrescente rigor".

Para o clube 'leonino' é importante "dar uma nova imagem" do futebol português, o que requer "uma aposta na modernização dos procedimentos e das maneiras de pensar, sem receio de assimilar os novos paradigmas e de estar na sua vanguarda".

Luís Duque anunciou hoje a sua candidatura à presidência daquele organismo, cujas eleições estão marcadas para o dia 28 do corrente mês.

Lusa

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.