sicnot

Perfil

Desporto

Sporting "não se revê nem apoia" candidatura de Luís Duque à presidência da Liga

O Sporting anunciou hoje que não se revê nem apoia a candidatura de Luís Duque à presidência da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) e que está disponível para apoiar um candidato com outro perfil.

Luís Duque anunciou a candidatura à presidência da Liga, cujas eleições estão marcadas para o dia 28 de julho.

Luís Duque anunciou a candidatura à presidência da Liga, cujas eleições estão marcadas para o dia 28 de julho.

Lusa

"O Sporting sabe que o mundo do futebol português espera e merece mais e manifesta a sua disponibilidade para apoiar um candidato com um perfil que seja capaz de personificar uma mudança em relação ao passado e de unir os clubes", pode ler-se no comunicado que o clube de Alvalade publicou na sua página na internet.

Assumindo não se rever nem apoiar a candidatura do antigo dirigente dos 'leões' e atual presidente da LPFP, o Sporting preconiza para o cargo alguém que "possa promover a transparência de que o futebol está necessitado e que lhe acrescente rigor".

Para o clube 'leonino' é importante "dar uma nova imagem" do futebol português, o que requer "uma aposta na modernização dos procedimentos e das maneiras de pensar, sem receio de assimilar os novos paradigmas e de estar na sua vanguarda".

Luís Duque anunciou hoje a sua candidatura à presidência daquele organismo, cujas eleições estão marcadas para o dia 28 do corrente mês.

Lusa

  • Bataglia deixou passar 12 milhões pela sua conta a pedido de Salgado
    2:05

    Operação Marquês

    O presidente da Escom e arguido na Operação Marquês Helder Bataglia terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, amigo de José Sócrates. O amigo de Sócrates e Bataglia terão combinado várias formas de não levantar suspeitas. A notícia é avançada pelo jornal Expresso na edição deste sábado.

  • Patrões não aceitam alterações ao acordo de concertação social
    2:25

    Economia

    As confederações patronais foram esta sexta-feira ao Palácio de Belém dizer ao Presidente da República que não aceitam que o Parlamento faça alterações ao acordo de concertação social. Os patrões dizem ainda ter esperança que o Parlamento não chumbe o decreto-lei que reduz a TSU das empresas com salários mínimos.

  • Dirigente derrotado da Gâmbia concorda em ceder poder

    Mundo

    O ex-presidente e candidato derrotado das eleições na Gâmbia, Yahya Jammeh, concordou em ceder o poder ao novo Presidente do país, empossado na quinta-feira, indicou esta sexta-feira um responsável governamental senegalês.