sicnot

Perfil

Desporto

Ivan Cavaleiro volta a marcar pelo Mónaco na vitória sobre o PSV

Ivan Cavaleiro voltou esta sexta-feira a marcar na vitória por 3-1 do Mónaco frente ao PSV Eindhoven, em jogo de futebol de preparação, depois de já o ter feito na estreia perante o Queens Park Rangers.

O ex-avançado do Benfica, que custou 15 milhões de euros ao clube monegasco, marcou ao minuto 17, de penálti.

O ex-avançado do Benfica, que custou 15 milhões de euros ao clube monegasco, marcou ao minuto 17, de penálti.

AS Monaco

O ex-avançado do Benfica, que custou 15 milhões de euros ao clube monegasco, marcou ao minuto 17 de penálti, curiosamente o mesmo minuto em que se estreou a marcar no primeiro jogo de preparação frente aos ingleses, na passada terça-feira.

O treinador Leonardo Jardim colocou três jogadores portugueses no onze inicial da equipa do Principado, Ricardo Carvalho e João Moutinho, além do já referido Ivan Cavaleiro, e só não foram quatro porque Bernardo Silva regressou do Euro2105 de sub-21 com uma rotura muscular e está em recuperação da lesão.

Os restantes golos surgiram nos minutos finais, o primeiro aos 84 minutos, que restabeleceu o empate para os holandeses, por intermédio de Locadia, mas o Mónaco marcaria mais dois, aos 85 e aos 88, por Elderson, ex-lateral esquerdo do Sporting de Braga, e Martial, fixando o resultado final em 3-1.

Lusa

  • Braga perde com Shakhtar e fica fora dos 16 avos de final da Liga Europa
    3:16
  • Ronaldo não está preocupado com repercussões de eventual fuga fiscal
    1:30

    Football Leaks

    Cristiano Ronaldo diz que quem não deve não teme. O avançado português não se mostra preocupado com as notícias que revelam que o jogador não terá declarado os rendimentos da publicidade ao fisco espanhol. Fontes do Ministério das Finanças do país vizinho confirmaram ao jornal El Mundo que o português está a ser investigado há ano e meio.

  • Cerca de 150 civis doentes retirados de Alepo

    Mundo

    Cerca de 150 civis, a maioria doentes ou deficientes, foram retirados na noite de quarta-feira para quinta-feira de um centro de saúde de Aleppo, na parte mais antiga da cidade tomada pelo exército sírio, anunciou a Cruz Vermelha internacional.

  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalam-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.