sicnot

Perfil

Desporto

Camisola amarela da Volta à França atingido com urina

O britânico Chris Froome, camisola amarela da Volta a França, revelou hoje que foi atingido com urina por um espetador durante a 14ª etapa da prova de ciclismo.

© Stefano Rellandini / Reuters

"Foi aos 50 ou aos 60 quilómetros, um tipo atirou-me um copo de urina, enquanto me chamava dopado. Isto deve-se às reportagens irresponsáveis que foram feitas nos últimos dias", acusou o líder da Sky, que nos últimos dias tem visto as suas performances repetidamente questionadas pela imprensa francesa e internacional.

Froome mostrou-se profundamente desiludido: "Não acuso o público, já que a maioria nos apoia. Esse homem faz parte de uma minoria."

Hoje de manhã, antes da partida para a 14.ª etapa, o seu colega Richie Porte revelou que recebeu um murro de um espetador no final da etapa de terça-feira.

"São tão contra qualquer coisa que nós façamos. Mereço ser assobiado? O Chris merece isto? Não me parece. Talvez em dez anos percebam que estas vitórias são legítimas", argumentou o australiano, que confessou ter discutido com o público depois de ter levado um murro.

Rivalidade francesa entregou primeiro triunfo à MTN-Qhubeka

Thibaut Pinot e Romain Bardet levaram hoje às últimas consequências a sua rivalidade, entregando a vitória a Stephen Cummings, numa etapa em que Nairo Quintana subiu ao segundo lugar.

Tidos como as duas grandes promessas do ciclismo francês para os próximos anos, Thibaut Pinot (FDJ), terceiro do Tour2014, e Romain Bardet (AG2R-La Mondiale), sexto, não se entenderam no último quilómetro da subida até Mende, preferiram não colaborar, anulando-se, e viram como o britânico da MTN-Qhubeka, vindo da numerosa fuga do dia, os ultrapassava a grande velocidade para dar à equipa sul-africana o primeiro triunfo da sua história na Volta a França.

A imagem de Bardet, furioso, a bater no capacete enquanto Cummings festejava, revelava bem o erro crasso cometido pelos dois ciclistas gauleses.

Tiago Machado (Katusha) foi o primeiro português, no 59.º posto, a 09.44 minutos do primeiro, e Nelson Oliveira (Lampre-Merida) e José Mendes (Bora-Argon 18) chegaram juntos, a 12.39.

O ciclista da Katusha vai partir para a 15.ª etapa, uma ligação de 183 quilómetros entre Mende e Valence que se disputa no domingo, na 50.ª posição da geral, enquanto Oliveira sairá da 78.ª e Mendes da 148.ª.

Com Lusa

  • "A nossa lei tem demasiados buracos"
    0:44

    País

    Rui Cardoso acusa a classe política de não querer resolver os problemas da corrupção em Portugal. Entrevistado na Edição da Noite da SIC Notícias o magistrado do Ministério Público considera que ainda há um longo caminho a percorrer no combate à corrupção.

  • Salah Abdeslam deixa cadeira vazia na leitura da sua sentença
    2:05

    Mundo

    O único suspeito vivo dos ataques de Paris em 2015 foi esta segunda-feira condenado a 20 anos de prisão por um tribunal belga, num processo paralelo: um tiroteio em março de 2016, em Bruxelas. Tanto Salah Abdeslam como o cúmplice não quiseram estar na leitura da sentença. O julgamento de Salah Abdeslam pelos ataques de Paris só deverá acontecer no próximo ano, em França.

  • Beyoncé e a irmã caem e o vídeo torna-se viral

    Cultura

    Beyoncé voltou este fim de semana a subir ao palco do Coachella, depois de ter atuado na primeira semana do festival que decorreu no deserto da Califórnia, nos EUA. A cantora norte-americana voltou a brilhar, mas foi o momento em que caiu no palco com a irmã, Solange, que acabou por se tornar viral.

    SIC

  • Cientistas querem sequenciar genomas de 15 milhões de espécies

    Mundo

    Um consórcio internacional de cientistas, que por enquanto não inclui portugueses, propõe-se sequenciar, catalogar e analisar os genomas (conjuntos de informação genética) de 15 milhões de espécies, uma tarefa que levará dez anos a fazer, foi divulgado esta segunda-feira.