sicnot

Perfil

Desporto

Camisola amarela da Volta à França atingido com urina

O britânico Chris Froome, camisola amarela da Volta a França, revelou hoje que foi atingido com urina por um espetador durante a 14ª etapa da prova de ciclismo.

© Stefano Rellandini / Reuters

"Foi aos 50 ou aos 60 quilómetros, um tipo atirou-me um copo de urina, enquanto me chamava dopado. Isto deve-se às reportagens irresponsáveis que foram feitas nos últimos dias", acusou o líder da Sky, que nos últimos dias tem visto as suas performances repetidamente questionadas pela imprensa francesa e internacional.

Froome mostrou-se profundamente desiludido: "Não acuso o público, já que a maioria nos apoia. Esse homem faz parte de uma minoria."

Hoje de manhã, antes da partida para a 14.ª etapa, o seu colega Richie Porte revelou que recebeu um murro de um espetador no final da etapa de terça-feira.

"São tão contra qualquer coisa que nós façamos. Mereço ser assobiado? O Chris merece isto? Não me parece. Talvez em dez anos percebam que estas vitórias são legítimas", argumentou o australiano, que confessou ter discutido com o público depois de ter levado um murro.

Rivalidade francesa entregou primeiro triunfo à MTN-Qhubeka

Thibaut Pinot e Romain Bardet levaram hoje às últimas consequências a sua rivalidade, entregando a vitória a Stephen Cummings, numa etapa em que Nairo Quintana subiu ao segundo lugar.

Tidos como as duas grandes promessas do ciclismo francês para os próximos anos, Thibaut Pinot (FDJ), terceiro do Tour2014, e Romain Bardet (AG2R-La Mondiale), sexto, não se entenderam no último quilómetro da subida até Mende, preferiram não colaborar, anulando-se, e viram como o britânico da MTN-Qhubeka, vindo da numerosa fuga do dia, os ultrapassava a grande velocidade para dar à equipa sul-africana o primeiro triunfo da sua história na Volta a França.

A imagem de Bardet, furioso, a bater no capacete enquanto Cummings festejava, revelava bem o erro crasso cometido pelos dois ciclistas gauleses.

Tiago Machado (Katusha) foi o primeiro português, no 59.º posto, a 09.44 minutos do primeiro, e Nelson Oliveira (Lampre-Merida) e José Mendes (Bora-Argon 18) chegaram juntos, a 12.39.

O ciclista da Katusha vai partir para a 15.ª etapa, uma ligação de 183 quilómetros entre Mende e Valence que se disputa no domingo, na 50.ª posição da geral, enquanto Oliveira sairá da 78.ª e Mendes da 148.ª.

Com Lusa

  • O dia que roubou dezenas de vidas em Pedrógrão Grande
    3:47
  • Morreu Miguel Beleza

    País

    Miguel Beleza, economista e antigo ministro das Finanças, morreu esta quinta-feira de paragem cardio-respiratória aos 67 anos.

  • "Estamos a ficar sem espaço. Está na hora de explorar outros sistemas solares"

    Mundo

    O físico e cientista britânico Stephen Hawking revelou alguns dos seus desejos para um novo plano de expansão espacial. Hawking está em Trondheim, na Noruega, para participar no Starmus Festival que promove a cultura científica. E foi lá que o físico admitiu que a população mundial está a ficar sem espaço na Terra e que "os únicos lugares disponíveis para irmos estão noutros planetas, noutros universos".

    SIC

  • Não posso usar calções... visto saias

    Mundo

    Perante a proibição de usar calções no emprego, um grupo de motoristas franceses adotou uma nova moda para combater o calor. Os trabalhadores decidiram trocar as calças por saias, visto que a peça de roupa é permitida no uniforme da empresa para a qual trabalham.

  • De refugiada a modelo: a história de Mari Malek

    Mundo

    Mari Malek chegou aos Estados Unidos da América quando era ainda uma criança. Chegada do Sudão do Sul, a menina era uma refugiada à procura de um futuro melhor, num país que não era o seu. Agora, anos depois, Mari Malek é modelo, DJ e atriz, e vive em Nova Iorque. Fundou uma organização sediada no país onde nasceu voltada para as crianças que passam por dificuldade, como também ela passou.