sicnot

Perfil

Desporto

Portugal bate Rússia e vai à final do Mundial de futebol de praia

ÚLTIMA HORA

Portugal bateu a Rússia por 4-2 e está na final do Mundial de futebol de praia, na qual vai encontrar o Taiti, numa meia-final em que os russos tiveram dois jogadores expulsos e Be Martins bisou.

A seleção portuguesa, que no mês passado se sagrou campeã mundial em Espinho, soma 1.885 pontos contra 1.454 do Taiti (vice-campeão mundial), numa classificação que tem a Rússia (1.400) no terceiro lugar e o Brasil (1.220) no quarto.

A seleção portuguesa, que no mês passado se sagrou campeã mundial em Espinho, soma 1.885 pontos contra 1.454 do Taiti (vice-campeão mundial), numa classificação que tem a Rússia (1.400) no terceiro lugar e o Brasil (1.220) no quarto.

FERNANDO VELUDO / Lusa

Sem poder contar com op lesionado Torres, a equipa portuguesa enfrentou uma seleção russa na máxima força, mas que pouco mais conseguiu fazer do que manter a habitual eficiência nas bolas paradas.

Os russos ainda estiveram na frente do marcador, mercê de um livre direto cobrado por Makarov, aos oito minutos,,mas esta vantagem durou pouco ,já que Jordan, com uma "bomba" do meio-campo, surpreendeu Bukhlitskiy e estreou-se na lista de marcadores do campeonato.

A fase final do período inaugural foi fulcral para Portugal, que viu Be Martins fazer o 2-1 em cima dos 12 minutos, mas uma desatenção da defesa lusa, logo a abrir o segundo parcial, a Shishin, de cabeça, empatar, tendo o jogador russo acabado expulso por exagerar nos festejos.

O equilíbrio foi-se mantendo ao longo do terceiro período, mas a equipa lusa foi mais forte na reta final, superioridade confirmada com os tentos de Bru no Novo (34) e de Be Martins (35).

Jogo na Praia da Baía, em Espinho.

Portugal - Rússia, 4-2.

No final do primeiro período: 2-1.

No final do segundo período: 2-2.

Marcadores:

0-1, Makarov, 08 minutos.

1-1, Jordan, 09.

2-1, Be Martins, 11.

2-2, Shishin, 13.

3-2, Bruno Novo, 34.

4-2, Be Martins, 35.

Equipas:

- Portugal: Andrade, Jordan, Madjer, Bruno Novo e Belchior. Jogaram ainda, Coimbra, Be Martins, Alan, Zé Maria e Leo Martins.

Selecionador: Mário Narciso.

- Rússia: Bukhlitskiy, Makarov, Shkarin, Leonov e Shaikov. Jogaram ainda, Krasheninnikov, Paporotnyi, Romanov, Shishin, Gorchinskiy, Peremitin e Ostrovskii.

Selecionador: Mikhail Likachev.

Árbitros: Lukazs Ostrowski (Polónia) e Ivo de Moraes (Brasil).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Leonov (22), Krasheninnikov (23 e 34), Makarov (35), Be Martins (35). Cartão vermelho para Shishin (13) e Krasheninnikov (34).

Assistência: 3.500 espetadores.

Lusa

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.