sicnot

Perfil

Desporto

Portugal campeão do mundo de futebol de praia

GALERIA DE FOTOS

Portugal sagrou-se este domingo campeão do mundo de futebol de praia, ao vencer o Taiti por 5-3 na final, disputada em Espinho. Um golo de Madjer, logo aos três segundos, deu o mote à seleção portuguesa para a conquista do seu segundo título mundial.

FERNANDO VELUDO

FERNANDO VELUDO

FERNANDO VELUDO

FERNANDO VELUDO/ EPA

FERNANDO VELUDO

FERNANDO VELUDO

FERNANDO VELUDO

FERNANDO VELUDO

FERNANDO VELUDO

O golo madrugador deu a Portugal a motivação necessária para assegurar o título, o segundo na sua história - foi campeão em 2001 - e primeiro desde que a FIFA passou a organizar a prova em 2005, ano em que Portugal foi 'vice', ao perder a final com a França.

O arranque do jogo não podia ter corrido melhor à seleção lusa, já que, no pontapé de saída, Madjer introduziu a bola na baliza contrária e conferiu uma maior tranquilidade à equipa portuguesa.

O Taiti não se intimidou e procurou responder de imediato, mas Portugal revelou-se muito organizado e concentrado na defesa, tendo aumentado a vantagem aos sete minutos por Belchior, fechando o primeiro período a vencer por 2-0.

Apesar de a equipa lusa ainda ter chegado aos 3-0, com um tento de Coimbra aos 17 minutos, o segundo período marcou a recuperação da equipa da Oceânia, tendo o Taiti ainda recuperado para 3-2, depois dos tentos de Labaste (17) e de Li Fung Kuee (19).

Um golo de Bruno Novo perto do final do segundo período (21) recolocou a diferença em dois golos, mas o triunfo estava longe de estar garantido, já que Li Fung Kuee, a abrir o derradeiro parcial (25), voltou a reduzir, mantendo-se a diferença tangencial praticamente no restante do período, tendo Alan, a cerca de um minuto do fim, através de um 'chapéu', feito o 5-3 e desfeito quaisquer dúvidas quanto ao vencedor do encontro.

Com Lusa

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalaram-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.