sicnot

Perfil

Desporto

Câmara de Cascais quer comprar Autódromo do Estoril

A Câmara de Cascais aprovou hoje a compra do Autódromo do Estoril pelo município por quase cinco milhões de euros, para potenciar a atividade económica local, atrair mais turistas e criar emprego.

Arquivo SIC

Na proposta, aprovada pela maioria PSD/CDS-PP com os votos contra da oposição (PS, CDU e movimento independente Ser Cascais) em reunião de câmara, a autarquia considera que a "atratividade do Autódromo do Estoril [gerido pelo Estado desde 2002] foi-se perdendo ao longo dos anos, seja pela falta de investimento, seja pela incapacidade de garantir as principais provas internacionais".

A Câmara de Cascais adianta que tem vindo a receber propostas de interessados em desenvolver "os mais diversos investimentos naquele equipamento, todos eles potenciadores da atividade económica, aumentando a capacidade de atração turística, sendo desta forma geradores de riqueza e de emprego".

Para o espaço (comprado por 4,921 milhões de euros), a autarquia admite a possibilidade de instalar um kartódromo e um autódromo virtual e incluí-lo num museu dedicado ao motor que integre oficinas especializadas em veículos clássicos e contemporâneos.

Além disso, acrescenta a proposta, é ainda possível instalar uma pista dedicada ao ensino, formação e capacitação em segurança rodoviária e testes de segurança, bem como criar um centro de investigação de desenvolvimento da indústria automóvel e das suas formas de interação com as cidades e o ambiente.

A autarquia informa ainda que tem já um entendimento com a Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting, bem como com a Federação Motociclismo Portugal, para obter os seus contributos na futura programação e dimensão desportiva do autódromo.

A Câmara de Cascais considera ainda que o Autódromo do Estoril será "um potencial centro de excelência para a dinamização de testes para as principais equipas de motociclismo e automobilismo", adiantando que há já várias personalidades dispostas a "fazer a ponte" com instituições internacionais para a captação de provas internacionais.

Para o PS, as intenções previstas pela câmara para potenciar o equipamento "não passam de uma série de sonhos que vai implicar investimentos significativos que não estão avaliados".

De acordo com a CDU, a autarquia pretende "embrulhar um 'flop' que há dezenas de anos atormenta o município" e o negócio pertence à classe dos "negócios cristalinamente escuros".

Já para a vereadora Isabel Magalhães, do movimento independente Ser Cascais, o investimento "em cima da mesa poderá rondar os 10 milhões de euros", um valor "excessivo face a outras situações mais urgentes do concelho".

O vice-presidente da Câmara de Cascais, Miguel Pinto Luz, admitiu que os valores poderão ainda variar até 2,5 milhões de euros e que a autarquia tem mais dois meses para confirmá-los.

"O grande objetivo é tentar, de uma vez por todas, que o autódromo volte a ter a vida que teve no passado", frisou.

O Autódromo do Estoril foi inaugurado em junho de 1972, como um equipamento que se queria de referência para o turismo em Cascais.

Teve o início do seu período mais dinâmico em 1982 com a inclusão deste circuito no Campeonato FIA F2, o que acabou por, em 1984, abrir as portas ao automobilismo internacional, com o Campeonato do Mundo de Fórmula 1, competição que recebeu até 1996.

Pelo local passaram as mais importantes provas internacionais do automobilismo como o Campeonato de Superturismo de Espanha, o Campeonato do Mundo de FIA GT, o European Le Mans Series, o Campeonato de Espanha de GT e de Fórmula 3.

Também no motociclismo, o Autódromo do Estoril recebeu os campeonatos nacionais de diversos países, bem como as provas internacionais referência na modalidade, incluído o Moto GP e o Campeonato do Mundo de SuperBikes.

Lusa

  • Carro que atropelou adepto encontrado na casa de um amigo do suspeito
    2:18

    Desporto

    O carro que terá atropelado o adepto italiano que morreu junto ao Estádio da Luz foi encontrado esta terça-feira, numa garagem na Amadora, na casa de um amigo do suspeito. Trata-se de um homem na casa dos 30 anos que pertence à claque No Name boys e é agora procurado pela Polícia Judiciária.

  • Os filhos do divórcio
    20:50
  • Será que lavar em lavandarias self-service compensa?
    8:21
  • A SIC foi dar uma volta de bicicleta

    País

    Há 90 anos, cerca de 40 ciclistas partiam do Marquês de Pombal, em Lisboa, para a primeira etapa da 1.ª Volta a Portugal de Bicicleta. Hoje, um grupo de investigadores repete o percurso, até Setúbal, dando início a uma viagem que pretende incentivar o uso da bicicleta como meio de transporte no dia-a-dia. Um jornalista da SIC segue no pelotão e pode acompanhar a viagem em direto no Facebook da SIC Notícias.

    SIC

  • Avião divergiu para as Lajes devido a discussão a bordo

    País

    Um avião da companhia aérea British Airways divergiu hoje para o aeroporto das Lajes, na ilha Terceira, nos Açores, devido a uma discussão a bordo entre um casal de passageiros e a tripulação, informou hoje a Força Aérea Portuguesa.

  • Web Summit inaugura primeiro escritório fora da Irlanda em Lisboa
    1:58

    Web Summit

    A Web Summit inaugurou em Lisboa o primeiro escritório fora da Irlanda, que vai dar emprego a 20 pessoas, algumas portuguesas. O próximo objectivo é alargar eventos a outros pontos do país. A conferência internacional regressa a Lisboa entre 6 e 9 de novembro e, a organização espera ter 60 mil participantes.

  • Ivanka Trump vaiada por defender o pai durante debate sobre igualdade de género
    1:51

    Mundo

    Com o propósito de criar pontes com Donald Trump, a chanceler alemã Angela Merkel convidou a filha mais velha do Presidente norte-americano para participar numa cimeira. No entanto as coisas não correram muito bem e Ivanka Trump foi vaiada pela audiência por ter defendido o pai quando o assunto era a igualdade de género. 

  • Irmã da mulher mais pesada do mundo acusa hospital de mentir

    Mundo

    A irmã da mulher egípcia que se acreditava ser a mais pesada do mundo acusou os médicos de mentirem acerca da sua perda de peso. No entanto, o hospital que realizou a cirurgia bariátrica já respondeu às acusações, defendendo que a mulher pesa agora 172 quilos.