sicnot

Perfil

Desporto

Dois pilotos espanhóis morreram em prova de Superbike/Superstock americana

Os pilotos espanhóis Bernat Martínez e Dani Rivas, de 35 e 27 anos, respetivamente, morreram esta segunda-feira na sequência de um acidente sofrido no domingo na prova de Superbike/Superstock, que decorria no circuito de Laguna Seca, nos Estados Unidos.

Bernat Martínez, natural de Valência, foi transportado de ambulância para o hospital Community de Monterrey, mas, tal como Dani Rivas, acabou por não resistir aos ferimentos. (Arquivo)

Bernat Martínez, natural de Valência, foi transportado de ambulância para o hospital Community de Monterrey, mas, tal como Dani Rivas, acabou por não resistir aos ferimentos. (Arquivo)

© STR New / Reuters

Segundo pode ler-se no site oficial da prova, Bernat Martínez, natural de Valência, foi transportado de ambulância para o hospital Community de Monterrey, enquanto Daniel Rivas, de Pontevedra, foi transferido de helicóptero para uma unidade de saúde em Salinas, mas ambos acabaram não resistir aos ferimentos.

O acidente ocorreu na primeira curva da primeira volta, quando um grupo de pilotos foi surpreendido por uma travagem repentina, que acabou por provocar um choque em cadeia que envolveu cinco corredores.

Wayne Rainey, presidente da MotoAmerica e tricampeão mundial nas antigas 500cc, admitiu não ter palavras para descrever o sucedido e que agora os seus pensamentos estão com os familiares dos falecidos pilotos.

Também Miguel Cardenal, presidente do Conselho Superior do Desporto de Espanha já reagiu, através de comunicado, à morte dos dois pilotos espanhóis, admitindo que é difícil ter palavras depois de um acidente como este.

"É muito difícil ter palavras quando ocorre um acidente que tira a vida a dois jovens desportistas como o Dani e o Bernat, que lutaram e se esforçaram para alcançar as mais altas metas desportivas. Em nome do Conselho Superior do Desporto, e em meu próprio nome, os mais sinceros e sentidos pêsames", pode ler-se.

Lusa