sicnot

Perfil

Desporto

Maradona apoia Panamá e diz que meia-final da Gold Cup devia ser repetida

O ex-futebolista argentino Diego Maradona solidarizou-se com a seleção do Panamá e defendeu que o encontro com o México, das meias-finais da Gold Cup de futebol, deveria ser repetida, devido à má arbitragem do norte-americano Mark Geiger.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Marcos Brindicci / Reuters

"Solidarizo-me com os jogadores do Panamá. O jogo deveria ser repetido e expulsar o árbitro", escreveu Maradona na sua página oficial na rede social Facebook.

O árbitro do encontro marcou duas grandes penalidades duvidosas, a primeira das quais a um minuto dos 90, quando o Panamá vencia por 1-0, e a segunda no prolongamento.

"A transparência continua a brilhar pela sua ausência desde o Mundial de Itália90, onde o mexicano Codesal nos roubou a todos os argentinos", recordou o ex-futebolista, lembrando a final do torneio em que a Argentina perdeu com a Alemanha, por 1-0.

No final do encontro, o treinador do Panamá, Hernan Dario Gomez, falou em "um grande roubo, um assalto à mão armada".

"O árbitro [Mark Geiger] cometeu um erro monumental e, por causa disso, todo o nosso esforço foi por 'água abaixo'. Em alguns momentos do jogo pensei em retirar-me do futebol e mesmo alguns jogadores não queriam continuar em campo", acrescentou o técnico panamiano.

O treinador do México, Miguel Herrera, também afirmou que o árbitro esteve mal no jogo, pois o primeiro penalti que favoreceu a sua equipa não existiu.

Na final da Gold Cup, que vai ser disputada a 27 de julho, o México vai encontrar a Jamaica, finalista surpresa após ter vencido os Estados Unidos, também por 2-1.

Lusa

  • Passagem do México à final da Gold Cup envolta em polémica
    1:06

    Desporto

    O jogo que apurou o México para a final da Gold Cup está a gerar polémica. A competição coloca frente a frente as melhores seleções da América Central e do Norte. A meia final foi contra o Panamá, que diz ter sido vítima de um "assalto à mão armada" na derrota por 2-1 após prolongamento.

  • Negócios do Fogo
    22:00
  • Direção da Raríssimas na Madeira demitiu-se em setembro
    1:58

    País

    Três representantes da Raríssimas na ilha da Madeira demitiram-se, em setembro, de costas voltas para a direção. A delegação da instituição na ilha começou em 2015 e fechou com as três demissões. Em entrevista à SIC, uma das antigas delegadas afirmou que todos os fundos angariados foram para a sede, em Lisboa, ficando depois sem dinheiro para pagar as despesas.

  • Deputado do PSD recusa vice-presidência da Raríssimas
    1:58

    País

    Nas reações políticas ao caso da Raríssimas, o PSD e CDS dizem que é preciso acionar todos os mecanismos legais apropriados para averiguar a situação. O deputado social-democrata, Ricardo Baptista Leite, que tinha sido convidado recentemente para vice-presidente da instituição, diz que já não há condições para tomar posse.

  • Turistas aproveitam nevão na Serra da Estrela
    1:23
  • Fortes nevões no norte da Europa
    0:59
  • Dezenas de feridos em protestos contra decisão de Trump em Israel
    1:55
  • A brincadeira de um youtuber que podia ter acabado mal

    Mundo

    Um jovem youtuber inglês enfiou a cabeça num saco de plástico, prendeu-a na parte interna de um microondas e encheu depois o eletrodoméstico com cimento. A brincadeira, que podia ter acabado de forma trágica, deixou o jovem completamente preso e obrigou à intervenção dos serviços de emergência.

    SIC

  • "Popeye" russo pode ter que amputar braços

    Mundo

    Um jovem russo injetou um óleo no corpo para conseguir ter músculos, mais propriamente nos seus braços, que já cresceram cerca de 25 centímetros. Contudo, segundo um médico, o procedimento pode levar à necessidade de amputação, deixando o jovem sem os membros.