sicnot

Perfil

Desporto

Nova equipa de Fórmula 1 apresenta carro e projeto em Vila do Conde

A Haas F1 Team, equipa norte-americana que vai estrear-se em 2016 no Mundial Fórmula 1, apresentou esta sexta-feira, em Vila do Conde, o projeto e o carro para a próxima época, prometendo uma postura competitiva logo no ano de estreia.

Gene Haas, proprietário da equipa e da empresa que lhe dá nome (Haas Automation) - que opera no setor da metalomecânica.

Gene Haas, proprietário da equipa e da empresa que lhe dá nome (Haas Automation) - que opera no setor da metalomecânica.

Lusa

A garantia foi dada por Gene Haas, proprietário da equipa e da empresa que lhe dá nome (Haas Automation) - que opera no setor da metalomecânica -, que aproveitou a abertura das novas instalações em Portugal para dar conhecer o projeto.

"A nossa licença para competir foi passada em 2014, mas tivemos um ano para fazer o planeamento, nomeadamente com a Ferrari, que nos vai fornecer os motores", começou por dizer Gene Haas.

"Temos uma equipa de Nascar há 10 anos, e temos tido sucesso, e embora não possa dizer que logo à partida iremos rivalizar com a Ferrari ou a Mercedes, creio que seremos um competidor forte", completou o empresário.

A presença em Portugal do proprietário da escuderia norte-americana esteve mais relacionada com promoção da marca Haas e das novas instalações da marca, mas o empresário confessou que está atento a possíveis investidores no projeto.

"Temos muito interesse em cativar patrocinadores, mas sabemos que ainda há muito ceticismo em relação a este projeto. Temos alguns investidores interessantes, mas tal não condicionará a capacidade de colocarmos o carro na grelha de partida em abril de 2016", vincou.

Gene Haas rejeitou a ideia que este investimento numa equipa de Fórmula 1 esteja em contraciclo, apesar de reconhecer que algumas equipas não passam pelas melhores condições financeiras.

"Nunca há um momento certo para entrar na Fórmula 1. Atualmente, parece que as pessoas estão mais despertas para este desporto pelas polémicas com a mecânica ou pelos problemas financeiros das equipas. Mas continua haver muito interesse pela modalidade e muitos países e cidades a quererem organizar corridas", analisou.

Quanto aos preparativos para a estreia de 2016, Gene Hass garantiu que, além do desenvolvimento dos motores feitos pela Ferrari, o chassis do veículo está também a ser evoluído em Itália, nas oficinas da Dallara, faltando a questão dos pilotos, algo que não preocupa o empresário.

"Tenho uma lista de alguns pilotos que temos interesse, mas nos próximos meses haverá muitas mexidas nas equipas e vamos esperar um pouco para ver quem está interessado no projeto que ainda vamos desenvolver", garantiu.

Garantida está contratação do italiano Gunther Steinar, ex-diretor técnico da Jaguar e Redbull Racing, para chefe de equipa.

Lusa

  • Proposta criação de 77 mil empregos através de uma descida da TSU
    1:23
  • Alertas de fogos e outras catástrofes por SMS

    País

    As operadoras de telecomunicações deverão começar já este ano a enviar mensagens de alerta em caso de catástrofes. O sistema de avisos à população deverá entrar em vigor ainda antes da época de incêndios

  • Os grandes desafios de Rui Rio, segundo Poiares Maduro
    7:43

    O ex-ministro de Pedro Passos Coelho, Miguel Poiares Maduro, falou com a SIC sobre o que reserva o futuro para o PSD e quais serão os principais desafios na área económica para a liderança de Rui Rio. O défice, a descentralização, o próximo Orçamento do Estado e a eventualidade de um bloco central foram alguns dos temas da conversa. Uma entrevista transmitida esta quarta-feira, no programa Negócios da Semana.

  • 296 mortos em 2 dias de bombardeamentos em Ghouta Oriental
    2:16
  • Tiroteio na Florida foi o 18.º registado em meio escolar nos EUA desde janeiro
    1:25
  • Quem é Elon Musk?
    9:42