sicnot

Perfil

Desporto

Usain Bolt regressa à competição com vitória nos 100 metros em Londres

O jamaicano Usain Bolt regressou hoje à competição com um triunfo nos 100 metros do 'meeting' de Londres da Liga Diamante, conseguindo a sexta melhor marca da temporada a cerca de um mês dos Mundiais.

© Reuters Staff / Reuters

Depois de ter falhado as provas da Liga Diamante de Lausana e Paris, devido a lesão, Bolt regressou à competição com um triunfo, com um tempo de 9,87 segundos na meia-final e na final, ambas com vento contra.

Depois de vencer a meia-final com tranquilidade e a desacelerar nos metros finais, debaixo de chuva e com vento de contra 1,2 m/s, na final uma má partida obrigou Bolt a esforçar-se até ao final, batendo o norte-americano Michael Rodgers por apenas dois centésimos.

"No geral, foi uma boa corrida. Queria correr mais rápido, mas a minha partida foi muito má e isso prejudicou-me (...). Sinto que estou a chegar lá e isso é uma coisa boa", disse o recordista mundial dos 100, 200 e 4x100 metros.

Esta temporada, Bolt tinha corrido os 100 metros em apenas uma ocasião, com uma marca modesta de 10,12 segundos no Brasil, com o norte-americano Justin Gastlin a ter o melhor tempo do ano, com 9,74.

"Tenho de trabalhar muito até Pequim [onde vão decorrer os Mundiais]. Tenho de continuar a puxar por mim. Senti-me bem. Se trabalhar na minha partida, vou estar bem. Tenho de ser mais consistente", disse.

Lusa

  • Marine devolve bandeira do Japão 73 anos depois 
    2:13

    Mundo

    Setenta e três anos depois da batalha mais sangrenta do Pacífico, um veterano dos Estados Unidos cumpriu uma promessa pessoal. Marvin Strombo devolveu à família a bandeira da sorte de um soldado japonês, morto em 1944, em Saipan, na II Guerra Mundial. 

  • Autoridades usam elefantes para resgatar pessoas das cheias na Ásia
    1:31

    Mundo

    Mais de 215 pessoas morreram nas inundações que estão a devastar o centro da Ásia, e estima-se que três milhões tiveram de abandonar as casas. As autoridades estão a usar elefantes para resgatar locais e turistas das zonas mais afetadas e avisam que há dezenas de pessoas desaparecidas.