sicnot

Perfil

Desporto

Brahimi promete dar o máximo para ajudar o FC Porto a ganhar

O internacional argelino Brahimi desvalorizou hoje a primeira derrota do FC Porto na pré-temporada e prometeu dar o máximo para ajudar a equipa a ganhar o maior número de jogos.

© Miguel Vidal / Reuters

Um dia após o desaire por 2-1 com o Borussia Mönchengladbach, o extremo portista, em declarações ao Porto Canal, elogiou o plantel do FC Porto, bem como os primeiros dias de preparação para a nova época.

"Todos os jogadores estão a seguir o mesmo caminho. Fizemos três jogos, ganhámos dois. É verdade que perdemos o último, mas este tipo de jogos servem para aprendermos e continuarmos a trabalhar para melhorarmos e chegarmos ao primeiro jogo do campeonato da melhor maneira possível", explicou.

Brahimi reforçou que a primeira derrota da época "não é motivo de preocupação", referindo a equipa "fez coisas boas".

"Ganhar o campeonato é o nosso principal objetivo. Pessoalmente, quero continuar a aprender e a dar o melhor de mim para ajudar o clube da melhor maneira possível", confidenciou.

Para o jogador argelino, o facto de este ano não haver Taça das Nações Africanas "é uma vantagem, porque é uma competição que implica um desgaste físico muito grande".

"Para além disso, vou poder concentrar-me quase exclusivamente no clube", afirmou ainda.

Quando questionado se este poderá ser o ano de afirmação de Brahimi, o jogador foi perentório: "Espero que sim, trabalho para isso, para melhorar a cada dia, para marcar mais golos e assim poder ajudar a minha equipa a ganhar títulos e o maior número de jogos possível".

Brahimi aproveitou ainda para elogiar o reforço Imbula, garantindo que será uma boa aposta para o futuro: "É um jogador que vai dar muitas coisas bonitas ao FC Porto".

Lusa

  • Atentados na Catalunha estão relacionados, 14 mortos

    Ataque em Barcelona

    Uma pessoa morreu e cinco suspeitos foram abatidos num segundo ataque esta madrugada em Espanha, depois do atentado de ontem que fez 13 mortos em Barcelona. As operações de busca centram-se num nome: Moussa Oukabir. Siga aqui as últimas informações, ao minuto.

    Em atualização

  • Driss Oukabir: suspeito do atentado ou vítima de roubo de identidade?
    2:40

    Ataque em Barcelona

    Um dos dois suspeitos, do ataque nas Ramblas, detidos pela polícia foi inicialmente identificado como Driss Oukabir, um homem de 28 anos. Mais tarde, um homem com o mesmo nome apresentou-se numa esquadra em Girona, a mais de 100 quilómetros do local do atropelamento afirmando que lhe tinha sido roubada a identificação. De acordo com alguma imprensa espanhola, poderá ter sido o irmão, Moussa Oukabir, um jovem de 18 anos que vive em Barcelona, como explicou também Nuno Rogeiro, comentador da SIC.

  • "Nas Ramblas, é como se nada tivesse acontecido"
    1:35

    Ataque em Barcelona

    Um atentado terrorista em Barcelona matou 13 pessoas e feriu cerca de 100. O ataque aconteceu na zona das Ramblas, quando uma carrinha avançou sobre quem circulava nessa grande via no centro da capital da Catalunha. O repórter Emanuel Nunes está em Barcelona e deu conta do regresso à normalidade nas Ramblas, logo às primeiras horas da manhã.

  • Barcelona abalada pelo terrorismo
    1:03
  • "O abandono provoca incêndios desta dimensão"
    0:55

    País

    O antigo vereador da Câmara de Mação José Silva acredita que a desertificação do interior também é, em parte, responsável pelos incêndios. Segundo José Silva, Mação tem cada vez menos habitantes e é por essa razão que os terrenos são deixados ao abandono.

  • Mação perdeu 80% da área florestal
    3:39
  • Médicos e ministro da Saúde voltam hoje às negociações

    País

    O Ministério da Saúde deverá apresentar uma proposta que poderá ser decisiva para a convocação ou não de uma nova greve. O Sindicato Independente dos Médicos e a Federação Nacional de Médicos tinham anunciado, no dia 11 de agosto, que vão realizar uma greve de dois dias na primeira semana de outubro, se a nova proposta negocial não levar em conta o que reivindicam.