sicnot

Perfil

Desporto

Pepe diz que não lhe passa pela cabeça a saída de Sergio Ramos

O internacional português Pepe, habitual 'parceiro' de Sergio Ramos no eixo da defesa do Real Madrid, pediu hoje ao 'capitão' dos merengues que permaneça em Madrid, face aos rumores do interesse dos ingleses do Manchester United.

© Dylan Martinez / Reuters

"Não passa pela cabeça de nenhum 'madridista' que [Sergio Ramos] não fique connosco. E o nosso 'capitão' e estou seguro que vai continuar, porque ele quer muito o clube e o clube quere-o", disse o defesa central, 'promovido' a terceiro 'capitão' depois da saída de Iker Casillas para o FC Porto.

Pepe, que falava em Pequim, em mais uma etapa de uma digressão do clube espanhol, insistiu que Sergio Ramos "é uma referência do Real Madrid".

Questionado sobre uma eventual renovação com os madrilenos, Pepe delegou o assunto no empresário e no presidente do Real Madrid, Florentino Perez.

"O meu principal objetivo agora é outro: fazer um bom trabalho este ano e ajudar a conquistar muitos títulos esta temporada", reforçou o jogador, no dia em que James Rodriguez regressou de férias e se juntou aos colegas na capital chinesa, depois de ter representado a Colômbia na Copa América.

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.