sicnot

Perfil

Desporto

Polícia turco morre em confrontos com manifestantes em Istambul

Um polícia turco morreu hoje no seguimento dos confrontos entre manifestantes em Gazi, distrito de Istambul, onde nos últimos três dias houve uma escalada de violência depois da morte do ativista Gunay Ozaslan durante uma operação policial.

© Stringer Turkey / Reuters

O polícia Muhammet Fatih Sivri foi alvejado no peito, no interior de um edifício, enquanto tentava fazer detenções, depois de um longo dia de confrontos, segundo a agência de notícias turca Anatolia, que acrescenta que o polícia ainda foi levado para o hospital, mas que acabou por sucumbir aos ferimentos.

Ao terceiro dia de conflitos na zona de Gazi, os manifestantes envolveram-se com as forças de segurança, tendo alguns atirado pedras e 'cocktails molotov' à polícia, que respondeu com canhões de água, balas de borracha e gás lacrimogéneo, segundo descreveu um fotojornalista da AFP.

Alguns manifestantes fortificaram as suas posições, erigindo barricadas no meio da rua, enquanto outros subiram aos telhados para atirar 'cocktails Molotov' aos polícias, descreveu a mesma fonte.

Os manifestantes protegeram-se do gás lacrimogéneo enrolando lenços à volta do nariz e da boca ou usando máscaras de gás.

A tensão no distrito de Gazi, localizado no norte do centro da cidade de Istambul, mantém-se desde a morte do ativista de esquerda Gunay Ozaslan na sexta-feira, durante uma operação policial a nível nacional que pretendia reprimir supostos militantes grupo radical Estado Islâmico, na Síria e do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), no norte do Iraque.

Lusa

  • Turistas chegam a esperar 2 horas no controlo de passaporte do Aeroporto de Lisboa
    2:35

    País

    Chegar ao Aeroporto de Lisboa pode ser uma dor de cabeça para centenas de passageiros. A espera para o controlo de passaporte chegou a ultrapassar as duas horas nos meses de fevereiro e março. Manuela Niza, do Sindicato dos Funcionários do Serviços de Estrangeiros e Fronteiras, diz que têm sido contratados inspetores que depois são desviados para outros serviços.

  • Hasta pública de madeira ardida rendeu 2,85 milhões de euros

    País

    Mais de meia centena de lotes de madeira ardida proveniente de matas nacionais e perímetros florestais geridos pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) foram esta quinta-feira vendidos por 2,85 milhões de euros, numa hasta pública em Viseu.

  • "Dinheiro gasto em contentores dava para construir outro hospital" no Porto
    1:40

    País

    A bastonária dos Enfermeiros pede uma investigação aos contratos de contentores no Hospital de São João, no Porto. Ana Rita Cavaco diz que os "milhares de euros" já gastos na contratação e manutenção dos contentores da Pediatria e outros serviços do centro Hospitalar de São João davam para construir um novo hospital. E levanta ainda a suspeita sobre a empresa contratada.