sicnot

Perfil

Desporto

Federação italiana aceita inscrição do Parma nos escalões amadores

A Federação Italiana de Futebol aprovou esta segunda-feira a inscrição do Parma nos escalões amadores do futebol italiano, depois de nenhum comprador ter apresentado uma proposta de compra do clube, que se encontra em processo de falência.

Fundado em julho de 1913, o Parma foi despromovido ao segundo escalão, depois de ter terminado a Liga italiana no último lugar, numa temporada em que lhe foram deduzidos pontos em vários ocasiões, por dívidas ao estado e aos jogadores e restante 'staff'. (Arquivo)

Fundado em julho de 1913, o Parma foi despromovido ao segundo escalão, depois de ter terminado a Liga italiana no último lugar, numa temporada em que lhe foram deduzidos pontos em vários ocasiões, por dívidas ao estado e aos jogadores e restante 'staff'. (Arquivo)

© Alessandro Garofalo / Reuters

O clube, que adotará a designação "Parma Calcio 1913", terá de formalizar a sua inscrição até 04 de agosto, adiantou a federação em comunicado.

O vice-presidente do novo clube, Marco Ferrari, saudou a perspetiva de reinício da atividade da formação, afirmando: "Finalmente podemos começar. Não há tempo a perder porque temos muito trabalho pela frente".

Fundado em julho de 1913, o Parma foi despromovido ao segundo escalão, depois de ter terminado a Liga italiana no último lugar, numa temporada em que lhe foram deduzidos pontos em vários ocasiões, por dívidas ao estado e aos jogadores e restante 'staff'.

Sem um comprador, o Parma, que este ano contou com os portugueses Pedro Mendes e Silvestre Varela, enfrentava já a perspetiva de ser relegado para a Série D, quarto escalão do futebol italiano.

Chegou a ser noticiada a possibilidade do italo-americano Mike Piazza e do italiano Giuseppe Corrado avançarem com propostas, mas acabaram por não se concretizar.

Apesar de nunca ter vencido a Liga italiana, o Parma conquistou duas Taças UEFA, três Taças de Itália, um Supertaça Europeia e uma Taça das Taças.

Lusa

  • Reportagem Especial dá a voz aos despedidos da banca
    1:18
  • CEMGFA admite que várias armas roubadas estão em condições de ser usadas
    2:06

    Assalto em Tancos

    Afinal há várias armas roubadas em Tancos que estão em condições de ser utilizadas, sendo que apenas os lança-granadas-foguete estão obsoletos. Esta manhã, o general Pina Monteiro admitiu, no Parlamento, que a declaração que fez há duas semanas pode ter induzido em erro a opinião pública. O chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas (CEMGFA) diz, ainda, que se houvesse indícios sobre colaboração do Exército neste caso, os suspeitos estariam presos.

  • Pais de Charlie Gard querem que o bebé morra em casa

    Mundo

    Depois de terem renunciado à batalha judicial para manterem o filho com vida, os pais do bebé britânico Charlie Gard desejam agora levar a criança para morrer em casa. O desejo foi revelado pelo advogado de Chris Gard e Connie Yates, numa audiência esta tarde, no Supremo Tribunal de Londres. Contudo, o hospital responsável pelo caso admite que os cuidados a Charlie não podem ser feitos em casa.