sicnot

Perfil

Desporto

Golo de Madjer frente à Suíça considerado o melhor do Mundial de futebol de praia

O golo do português Madjer frente à Suíça foi considerado o melhor do Mundial de futebol de praia, competição disputada em Espinho e conquistada pela seleção portuguesa, anunciou esta terça-feira a FIFA no seu sítio oficial da internet.

O golo do torneio foi marcado no jogo dos quartos de final que opôs Portugal à Suíça.

O golo do torneio foi marcado no jogo dos quartos de final que opôs Portugal à Suíça.

ESTELA SILVA / Lusa

O golo do torneio foi marcado no jogo dos quartos de final que opôs Portugal à Suíça, numa altura em que os helvéticos perdiam por 4-2 e pressionavam a seleção lusa para reduzir a desvantagem no marcador.

No entanto, Madjer, uma das figuras da seleção lusa, marcou na altura o 5-2, no primeiro minuto do terceiro período, num remate de pé esquerdo, que descreveu um arco e entrou no ângulo superior direito da baliza defendida pelo suíço Nico Stalder.

A seleção portuguesa venceu o jogo com a Suíça por 7-3, acabando também por conquistar o primeiro Mundial da sua história, desde que a competição é organizada pela FIFA, após bater a Rússia nas meias-finais, por 4-2, e o Tahiti na final, por 5-3.

O golo do taitiano Tearii Labaste frente ao Paraguai e o tento do iraniano Mohammad Ahmadzadeh contra o México completam o pódio dos melhores golos do Mundial, ficando nas segunda e terceira posições, respetivamente.

Madjer, de 38 anos, arrecadou assim mais um troféu nesta competição, na qual, além do título de campeão mundial, também conquistou a bota de prata, referente ao segundo melhor marcador da competição, e a bola de bronze, correspondente ao terceiro melhor jogador da competição.

Lusa

  • "É mais um notável tiro no pé de Passos Coelho"
    4:04

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite, a polémica em torno de Pedro Passos Coelho, depois do presidente do PSD ter pedido desculpas por ter "usado informação não confirmada", ao falar na existência de suicídios, depois desmentidos, como consequência da falta de apoio psicológico na tragédia de Pedrógão Grande. Sousa Tavares considera que Passos Coelho deu "mais um tiro no pé" e defende que o líder da oposição "está notoriamente desgastado" e "caminha para uma tragédia eleitoral autárquica".

    Miguel Sousa Tavares

  • Este texto é sobre o bom senso. O bom senso que faltou a Passos Coelho quando, esta manhã, depois de uma visita pelas áreas ardidas de Pedrógão Grande, decidiu falar em suicídios. Passos não se referiu a tentativas, mas sim a atos consumados. Deu certezas. Disse que tinha conhecimento de “pessoas que puseram termo à vida” porque “que não receberam o apoio psicológico que deviam.”

    Bernardo Ferrão

  • Simplex+2017 promete simplificar burocracia
    1:08

    País

    Já está online o novo Simplex+2017, que vai simplificar a vida dos cidadãos, empresas e administração pública. Pagar impostos com cartão de crédito e ter o cartão de cidadão ou a carta de condução no telemóvel são alguns exemplos do que está previsto.

  • Homem fala ao telefone com o filho que pensava estar morto

    Mundo

    Um norte-americano que tinha estado presente no funeral do filho recebeu, 11 dias depois, uma chamada telefónica de um homem que o pôs em contacto... com o filho que havia enterrado semana e meia antes. Tudo por causa de um erro do gabinete de medicina legal.