sicnot

Perfil

Desporto

Benfica vence Club América nos penáltis

O Benfica venceu na terça-feira os mexicanos do Club América no desempate por grandes penalidades, após igualdade 0-0 no tempo regulamentar, em jogo da International Champions Cup de futebol, disputado na Cidade do México.

Mario Guzman

O jogo teve poucos motivos de interesse, tendo os ''encarnados'' realizado uma exibição pouco convincente, apesar de terem dominado a partida, mas sem terem criado grandes embaraços à defesa contrária.

A exceção ocorreu aos 15 minutos, quando Alvarado derrubou Nico Gaitán na área mexicana, num dos raros lances em velocidade por parte do Benfica, tendo o árbitro assinalado a respetiva grande penalidade, mas, na conversão, Jonas também não destoou do resto da equipa e atirou fraco para uma defesa fácil de Munoz.

Até final da primeira parte, o domínio manteve-se do Benfica, que criou algumas situações perigosas perto da área mexicana, enquanto o América apenas por uma vez criou perigo, mas com um cabeceamento para fora, aos 18 minutos.

O Benfica parecia querer imprimir mais velocidade no arranque da segunda parte, mas cedo voltou ao futebol lento e sem ideias da primeira parte, perante um América que também pouco fazia para alterar o rumo da partida.

Nem mesmo a expulsão por vermelho direto de Buron, aos 70 minutos, serviu para o Benfica melhorar a sua prestação, tendo o América reagido melhor à desvantagem numérica em campo e criado finalmente lances de algum perigo junto da área 'encarnada'.

O empate manteve-se até final, pelo que o vencedor teve de ser encontrado no desempate por pontapés da marca da grande penalidade, tendo o Benfica vencido por 4-3.

Jogo no estádio Azteca, Cidade do México.

Club América -- Benfica, 0-0.

Nas grandes penalidades: 3-4.

Marcadores:

0-1, Cristante.

0-1, Osvaldo Martinez (Ederson defende).

0-1, Gaitán (Munoz defende).

1-1, Zuniga.

1-2, Nuno Santos.

2-2, Adrian Marin.

2-3, Samaris.

3-3, Colula.

3-4, Jonathan Rodriguez.

3-4, Rosel (por cima).

Equipas:

- Club América: Muñoz, Burón, Alvarado, Pimentel, Mares, Güémez, Rivera, Andrade, Quintero, Arroyo e Benedetto.

Jogaram ainda, Bryan Colula, Jose Guerrero, Osvaldo Martinez, Martin Zuniga, Adrian Marin, Jonathan Hernandez, Carlos Rosel e Sanchez.

Treinador: Ignácio Ambriz.

- Benfica: Júlio César, André Almeida, Luisão, Jardel. Eliseu, Carcela, Pizzi, Fejsa, Talisca, Gaitan e Jonas. Jogaram ainda, Ederson, Marçal, Nuno Santos, Cristante, Samaris, Sílvio, Jonathan Rodriguez, Ola John e João Teixeira.

Treinador: Rui Vitória.

Árbitro: Jose Rojas.

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Alvarado (15), Guémez (32), Arroyo (54) e Marçal (85). CArtão vermelho direto para Buron (70).

Lusa

  • Principais factos da acusação no caso BPN dados como provados

    País

    O coletivo de juízes responsável pelo julgamento do processo principal do caso BPN interrompeu perto das 13:00 a leitura do acórdão iniciada pelas 10:30. Os principais factos da acusação são dados como provados, mas a leitura deverá demorar algumas horas.

  • Greve na Função Pública vai afetar escolas, saúde e cultura

    País

    A greve nacional convocada para sexta-feira pela Federação Nacional dos Sindicatos da Função Pública (FNSTFPS) deverá afetar as escolas, a área da saúde e ainda da cultura, entre outros serviços, afirmou esta quarta-feira a dirigente sindical, Ana Avoila.

  • Papa pede a Trump para ser pacificador
    1:12
  • Supremo confirma condenação de Messi por fraude fiscal

    Desporto

    O Supremo Tribunal de Justiça espanhol confirma a condenação de Lionel Messi por fraude fiscal. A notícia foi avançada pelo El País. O jogador do Barcelona foi condenado a 21 meses de prisão por três crimes fiscais que lesaram o Estado em 4,1 milhões de euros.

  • Autódromo do Estoril está ilegal há 45 anos

    Desporto

    De acordo com o Público este equipamento desportivo, inaugurado na década de 70, não tem licença de construção nem de utilização. Uma notícia que apanhou de surpresa o executivo camarário de Cascais, liderado por Carlos Carreiras.

  • Seca na Bacia do Sado exige restrições ao uso da água no Alentejo

    País

    A Agência Portuguesa do Ambiente aprovou hoje um conjunto de medidas para gestão dos recursos hídricos, definindo medidas específicas para a bacia hidrográfica do Sado, a única que se encontra em situação de seca. Além da diminuição de regas em hortas e jardins, a APA recomenda o encerramento das fontes decorativas, a proibição de encher piscinas e de lavagem de automóveis.