sicnot

Perfil

Desporto

Federação Inglesa apoia candidatura de Platini à presidência da FIFA

O presidente da Federação Inglesa de Futebol (FA), Greg Dyke, manifestou esta quarta-feira o seu apoio à candidatura de Michel Platini, atual líder da UEFA, às eleições para a presidência da FIFA.

O dirigente inglês revelou manter com Platini uma "excelente relação" e disse esperar que consiga "angariar o apoio necessário para chegar à liderança" do organismo máximo do futebol mundial.

O dirigente inglês revelou manter com Platini uma "excelente relação" e disse esperar que consiga "angariar o apoio necessário para chegar à liderança" do organismo máximo do futebol mundial.

© Reuters Staff / Reuters

"Estamos encantados por o senhor Platini ter decidido apresentar a sua candidatura. A FA apoia-o", assegurou Greg Dyke em comunicado publicado na página da Federação Inglesa na internet.

O dirigente inglês revelou manter com Michel Platini, que oficializou hoje a sua candidatura à presidência da FIFA, uma "excelente relação" e disse esperar que consiga "angariar o apoio necessário para chegar à liderança" do organismo máximo do futebol mundial "no momento mais difícil da sua história".

Dike não tem dúvidas de que haverá vários candidatos e um debate "são e abrangente", dizendo "não subestimar o desafio que constitui liderar uma organização tão corrupta", cuja estrutura deve ser "revista e alterada".

"Ainda temos de ver qual o manifesto que o senhor Platini irá apresentar, mas não tenho dúvidas que apoiará o processo de reforma de que a FIFA carece", disse Dike, que apoiou o príncipe jordano Ali Bin Hussein como candidato às eleições realizada no passado mês de maio para a presidência da FIFA.

Lusa

  • Platini candidato à presidência da FIFA

    Desporto

    O atual presidente da UEFA e vice-presidente da FIFA anunciou hoje a sua candidatura à sucessão no cargo de Joseph Blatter. Michel Platini escreveu uma carta às várias federações de futebol europeias pedindo o seu apoio. As eleições estão marcadas para 26 de fevereiro de 2016,

  • Hospitais vão ser penalizados se não cumprirem tempos de espera
    2:37

    País

    O Ministério da Saúde vai penalizar os hospitais que não cumprem os tempos de espera nas urgências e que tenham taxas elevadas de cesarianas. O novo modelo de financiamento prevê ainda linhas de financiamento próprio para a obesidade e rastreios do cancro do cólon e do colo do útero.

  • Assédio, até onde vai a tolerância?
    35:26