sicnot

Perfil

Desporto

Herrera juntou-se ao plantel do FC Porto em estágio na Alemanha

O médio Hector Herrera juntou-se esta quinta-feira ao plantel do FC Porto, em Marienfeld, na Alemanha, depois de ter estado ao serviço da seleção mexicana que conquistou no domingo a Gold Cup de futebol.

Habitual titular na última temporada, Herrera foi o último jogador a integrar os trabalhos dos 'azuis e brancos', dizendo estar feliz por se juntar aos restantes companheiros. (Arquivo)

Habitual titular na última temporada, Herrera foi o último jogador a integrar os trabalhos dos 'azuis e brancos', dizendo estar feliz por se juntar aos restantes companheiros. (Arquivo)

© Miguel Vidal / Reuters

Habitual titular na última temporada, Herrera foi o último jogador a integrar os trabalhos dos 'azuis e brancos', dizendo estar feliz por se juntar aos restantes companheiros.

"Estou contente por me juntar aos meus companheiros e por poder conhecer os jogadores novos que chegaram. Espero poder integrar-me o mais rápido possível no grupo, trabalhar no máximo para conquistar o meu lugar na equipa e enfrentar a nova época", afirmou o mexicano, em declarações ao Porto Canal.

Dizendo que o objetivo é conquistar o campeonato e "ir o mais longe possível nas competições europeias", Herrera garantiu estar bem fisicamente.

"Agora só penso no FC Porto, estou muito confiante, sinto-me a 100 por cento e estou à disposição do treinador", referiu.

Apesar de ter ao serviço da seleção, Herrera disse que esteve sempre atento às notícias e, em relação aos reforços, disse que já os conhecia da Liga portuguesa ou que já os 'investigou' na internet.

"Procurei sempre estar ao corrente de tudo, porque hoje já não posso estar sem ver notícias do FC Porto, que é a minha segunda casa", disse.

O FC Porto viaja na sexta-feira para Colónia, onde no fim de semana defronta os espanhóis do Valência e do Stoke City.

Lusa

  • Europol deteve grupo que vendia euros falsos na Darkweb

    Mundo

    A Europol anunciou hoje a detenção de oito pessoas suspeitas de pertencerem a um grupo criminoso considerado como um dos maiores fornecedores de euros falsos vendidos online, no âmbito de uma operação realizada pelas autoridades italianas.