sicnot

Perfil

Desporto

Gesto obsceno de Paulo Machado vale 100.000 euros de multa

O gesto do dedo médio em riste com que o futebolista Paulo Machado brindou na terça-feira os adeptos do seu Dínamo de Zagreb vai custar-lhe 100.000 euros de multa, embora o português vá permanecer no campeão croata.

© Jean Philippe Arles / Reuters

"Alegra-nos que depois da sanção pelo seu gesto irracional, Paulo Machado continue no clube, pois trata-se de um futebolista que dá sempre tudo em campo e que é muito querido pelos seus colegas, principalmente pelo seu sentido de humor", disse o treinador, Zoran Mamic.

Aos 65 minutos do jogo da terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões frente aos noruegueses do Molde, Paulo Machado foi substituído, momento em que foi apupado por vários adeptos: respondeu com o gesto obsceno, que repetiu já fora do terreno de jogo, altura em que a equipa de arbitragem se apercebeu do sucedido e o expulsou com vermelho direto.

"Cometi um grande erro e gostaria de pedir desculpas aos fãs, ao presidente, treinador, a toda a equipa e minha família. Foi um momento mau. Faço notar que me arrependo e vou mostrar em campo o quanto respeito os adeptos do Dínamo", disse Machado.

Paulo Machado foi suspenso na quarta-feira por tempo indeterminado e o treinador revelou que a multa de 100.000 euros é destinada a fins de solidariedade.

"Vai continuar cá assumindo as consequências dos seus atos. Toda a equipa quer que fique, mas é claro que vai ser punido pelos danos causados à equipa e a si próprio", completou o treinador.

Lusa

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Guterres apela à Coreia do Norte para cumprir resoluções

    Mundo

    O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, apelou este sábado ao ministro do Exterior da Coreia do Norte, Ri Yong Ho, para o cumprimento das resoluções que o Conselho de Segurança impôs ao país em resposta à sua escalada armada.

  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.