sicnot

Perfil

Desporto

Alemão Sami Khedira de fora dois meses por lesão

A Juventus, campeã italiana de futebol, anunciou hoje, no seu sítio oficial, que o internacional alemão Sami Khedira estará fora dos relvados durante dois meses, na sequência da lesão na coxa, sofrida no particular com a equipa francesa do Marselha.

© Rafael Marchante / Reuters

O jogador, de 28 anos, sofreu uma lesão no bíceps femoral à passagem do 20.º minuto, na partida disputada em França. Com um historial de lesões bastante vasto, o internacional alemão já falhou mais de 100 jogos por lesão em toda a sua carreira.

Proveniente do Real Madrid, em que esteve nos últimos cincos anos, o internacional pela 'mannschaft' rumou este ano ao clube de Turim, depois de ter terminado contrato com os 'merengues'.

Depois das saídas de Arturo Vidal e de Andrea Pirlo, Khedira assumia-se como provável titular no meio-campo da 'vecchia signora', mas a lesão do jogador alemão poderá fazer com que os vice-campeões da europa procurem um novo jogador para a posição.

Lusa

  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marcelo diz que é hora de valorizar o poder local
    0:40

    País

    O Presidente da República diz que este é o momento para valorizar o poder local. Sobre a descida da Taxa Social Única, Marcelo Rebelo de Sousa recusou comentar e negou que haja crispação politica entre Governo e oposição.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.