sicnot

Perfil

Desporto

Amnistia responsabiliza polícia brasileira por 1.500 mortes a um ano dos Jogos Olímpicos

A Amnistia Internacional responsabilizou hoje a polícia brasileira pela morte de mais de 1.500 pessoas, nos últimos cinco anos, no Rio de Janeiro, cidade que será palco dos próximos Jogos Olímpicos, em 2016.

Em relatório hoje divulgado -- intitulado "Mataste o meu filho: Homicídios cometidos pela polícia militar na cidade do Rio de Janeiro" -, a organização internacional de defesa dos direitos do homem aponta o uso desproporcionado da força, execuções sumárias apresentadas como atos de legítima defesa.

De acordo com a AI, nos últimos cinco anos foram mortas 1.519 pessoas em resultado da ação policial, 16% do total de mortes violentas registadas na cidade.

O documento reconhece, ainda assim, que por vezes, nomeadamente quando as mortes resultam de tiroteio entre polícia e traficantes, é difícil estabelecer responsabilidades precisas.

A Secretaria de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro anunciou, entretanto, que a segurança dos Jogos Olímpicos de 2016 será feita por mais de 85 mil homens.

A um ano do início dos Jogos, os agentes estão a ser treinados para o evento, incluindo agentes de segurança, de defesa civil e ordenamento e das Forças Armadas.

À semelhança do que aconteceu no Mundial de futebol de 2014, a Polícia Federal, os ministérios da Justiça e da Defesa, as polícias civil e militar, a Agência Brasileira de Inteligência e as Forças Armadas atuarão de forma integrada, divulgaram as autoridades.

A abertura dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro está agendada para 05 de agosto, no estádio do Maracanã.

Lusa

  • Estamos quase na hora de verão

    País

    Esta madrugada muda a hora. Quando for 1h00, os relógios adiantam para as 2h00. Será uma noite com menos tempo de sono, mas os dias vão ficar mais longos com o chamado horário de verão.

  • Divorciados vão poder dividir filhos no IRS 

    Economia

    Os divorciados vão passar a poder dividir os filhos no IRS (imposto sobre o rendimento singular) e o Governo está a estudar soluções para que em 2018 haja um novo sistema para lidar com a guarda conjunta de filhos.

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.