sicnot

Perfil

Desporto

Belenenses e Vitória de Guimarães lutam hoje pelo play-off da Liga Europa

O Belenenses, em vantagem, e o Vitória de Guimarães, a precisar de dar a volta à ronda, procuram hoje qualificar-se para o 'play-off' da Liga Europa de futebol, em jogos da segunda mão da terceira pré-eliminatória.

MARIO CRUZ

Na semana passada, os lisboetas venceram no Restelo o IFK Gotemburgo, por 2-1, num encontro em que o médio Carlos Martins foi decisivo, ao apontar os dois golos do clube luso, enquanto Alesaami reduziu para os suecos.

Em três receções a equipas portuguesas, os suecos apenas venceram uma vez, frente ao FC Porto (1-0), na Liga dos Campeões de 1992/93, tendo na última época perdido com o Rio Ave, na mesma fase da Liga Europa, enquanto o Belenenses se qualificou nas duas vezes que venceu a primeira mão. O jogo é às 18h00.

O Vitória de Guimarães recebe o Altach às 21h15, depois de ter perdido fora por 2-1, com Ngwat-Mahop e Aigner a darem vantagem aos austríacos e Tozé a reduzir para 'manter' os vimaranenses na corrida.

Os vimaranenses procuram em casa dar a volta à eliminatória, algo que apenas conseguiram duas vezes na sua história europeia.

Com a presença na fase de grupos assegurada está o Sporting de Braga, quarto classificado da I Liga portuguesa de 2014/15.

Lusa

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.