sicnot

Perfil

Desporto

Gustavo Veloso celebra segunda conquista seguida da Volta a Portugal

O espanhol Gustavo Veloso (W52-Quinta da Lixa) sagrou-se este domingo vencedor da Volta a Portugal em bicicleta pela segunda vez consecutiva, depois de concluída a décima e última etapa, em Lisboa, ganha pelo italiano Matteo Malucelli (Idea 2010 ASD).

O galego, de 35 anos, repetiu o triunfo de 2014.

O galego, de 35 anos, repetiu o triunfo de 2014.

Lusa

O galego, de 35 anos, repetiu o triunfo de 2014 e partilha o pódio final da 77ª edição com dois corredores da Efapel, o português Joni Brandão e o seu compatriota Alejandro Marque, vencedor da Volta em 2013.

Na tirada de consagração, que ligou Vila Franca de Xira a Lisboa, na distância de 132,5 quilómetros, Malucelli triunfou em 3:33.27 horas, depois de se impor no 'sprint' final ao colega e também italiano Davide Vigano e ao espanhol Eduard Prades (Caja Rural). Gustavo Veloso terminou no seio do pelotão, com o mesmo tempo do vencedor.

Conquistando a camisola amarela na segunda tirada, na Serra do Larouco, onde a vitória coube ao colega Delio Fernández, Gustavo Veloso completou os 1.550,7 quilómetros da Volta a Portugal em 40:00.39, com 2.12 minutos de vantagem sobre Brandão e 2.19 face a Marque.

Com triunfos em duas etapas - a sexta, beneficiando da desclassificação de José Gonçalves, e nona, um decisivo contrarrelógio - o galego nascido e Vilagarcía de Arosa (Pontevedra) deu a terceira vitória seguida à equipa de Sobrado, Valongo, após a sua no ano passado e a de Marque.

Veloso, que já era o 16.º estrangeiro a ganhar a prova e o quinto espanhol, depois de Marque (2013), David Blanco (2012, 2010, 2009, 2008 e 2006), Xavier Tondo (2007) e Jesus Manzaneque (1973), protagonizou a 20.ª vitória forasteira, desde que o belga Tony Hubrecht se tornou o primeiro estrangeiro a vencer, em 1967.

Ao mesmo tempo tornou-se o segundo não português a repetir triunfo, algo que até hoje apenas tinha sido conseguido por David Blanco, recordista de vitórias na Volta a Portugal.

Gustavo Veloso foi ainda o vencedor da classificação por pontos, enquanto o prémio da montanha foi conquistado por Bruno Silva, Por (LA-Antarte) e o russo Aleksey Rybalkin (Lokosphinx), 15.º da geral, foi o melhor jovem desta edição.

Este ano, a W52-Quinta da Lixa acumulou também a vitória por equipas, sucedendo à Efapel.

Lusa