sicnot

Perfil

Desporto

Luis Enrique indiferente ao estatuto de favorito do 'Barça' na Supertaça Europeia

Luis Enrique garantiu hoje que o estatuto de favorito do FC Barcelona na Supertaça Europeia de futebol lhe é indiferente, porque é no campo que os seus jogadores têm de demonstrar que são melhores do que o Sevilha.

© Albert Gea / Reuters

"Tanto me faz o estatuto de favorito. Diante do Sevilha teremos um jogo complicado, já o vimos noutros encontros anteriores. Teremos de jogar bem se quisermos ganhar a Supertaça", disse o treinador do FC Barcelona, na conferência de imprensa que antecedeu o embate com o Sevilha, que terá lugar na terça-feira em Tbilisi, na Geórgia.

Luis Enrique mostrou-se convicto que os espetadores verão "um bom jogo", uma vez que ambas as equipas ambicionam erguer a Supertaça, e assegurou que o 'barça' está a viver um bom momento.

"O 'triplete' pertence a um passado maravilhoso. Agora o que nos interessa são os seis títulos [consecutivos]", assumiu, referindo-se aos já conquistados títulos de campeão espanhol, da Liga dos Campeões e Taça do Rei e aos que faltam conquistar: a Supertaça Europeia, Mundial de Clubes e Supertaça de Espanha.

O técnico 'blaugrana' falou ainda da possível saída de Pedro, da qual se tem falado "em demasia", indicando que gostaria de contar com todos os jogadores do plantel.

"A solução será conhecida em breve, já que o mercado está a fechar. Mas nunca tirei ou pus um jogador no onze pelo mercado. Coloquei os que considero oportunos", sublinhou.

Lusa

  • Atrás das Câmaras em Mirandela
    2:36

    Atrás das Câmaras

    A SIC está a percorrer o pais para ouvir as historias dos municípios e dos eleitores. Até às autárquicas, o programa opinião pública dá lugar ao Atrás das Câmaras, que hoje está em Mirandela, no distrito de Bragança, como conta a repórter Catarina Lázaro.

    Hoje na SIC e SIC Notícias

  • Ambiente e direitos humanos dominam discurso de Costa na ONU
    2:03
  • "Não é possível fazer tudo ao mesmo tempo"
    0:39

    Orçamento do Estado 2018

    O deputado e economista do PS Paulo Trigo Pereira defende que o desagravamento fiscal que o Governo quer pôr em marcha é "moderado". Em entrevista ao Público e à Renascença, o socialista diz que é preciso realismo e que é uma "alquimia" mexer ao mesmo tempo nas carreiras, pensões e rendimentos dos trabalhadores.

  • Como fazer negócios no mercado dos leilões
    7:15