sicnot

Perfil

Desporto

Suíço François Carrard vai liderar Comité de Reforma da FIFA

O suíço François Carrard foi hoje escolhido pela FIFA para presidir ao Comité de Reforma do organismo que gere o futebol mundial e que deverá apresentar as suas propostas a 26 de fevereiro.

© Arnd Wiegmann / Reuters

"É vital para o futuro do futebol restaurar a integridade e reputação do seu órgão máximo. Como presidente independente comprometo-me a colocar em marcha um pacote de reformas credíveis, trabalhando com representantes do futebol e de toda a sociedade", refere Carrard, num comunicado divulgado pela FIFA.

Carrard, de 77 anos, foi diretor-geral do Comité Olímpico Internacional, tendo liderado grandes reformas no movimento olímpico, nomeadamente depois do escândalo de sobre a escolha de Salt Lake City para os Jogos de inverno 2002.

Em comunicado, a FIFA destaca o "prestígio internacional e a experiência" de François Carrard, que também merece elogios do presidente demissionário do organismo, o também suíço Joseph Blatter.

"Acreditamos que Carrard é a pessoa adequada para liderar o processo de reformas como presidente independente. Tem trabalho feito em reformas de estruturas de governo", refere Blatter, no mesmo comunicado divulgado da FIFA.

Blatter foi reeleito em maio para um quinto mandato, mas acabou por se demitir dias depois na sequência de um escândalo de corrupção. Entretanto, o suíço comprometeu-se a deixar o cargo após as eleições, que deverão realizar-se a 26 de fevereiro.

O comité de reforma integra, além de Carrard, dois representantes nomeados por cada uma das seis confederações que compõem a FIFA.

O grupo de trabalho deverá apresentar um plano prévio ao Comité Executivo da FIFA, que vai reunir a 24 e 25 de setembro.

A FIFA vive 'mergulhada' num escândalo de corrupção, divulgado após uma investigação do Departamento de Justiça dos Estados Unidos, segundo o qual vários dirigentes e ex-dirigentes do organismo estarão envolvidos em atos de conspiração e corrupção nos últimos 24 anos, cujos subornos poderão ascender a 151 milhões de dólares (quase 140 milhões de euros).

O atual presidente da UEFA, Michel Platini, e o empresário sul-coreano Chung Mong-joon, proprietário do grupo Hyundai, já manifestaram a intenção de se candidatar à presidência da FIFA.

Lusa

  • " A melhoria das contas públicas não foi feita à custa dos portugueses"
    1:30

    País

    Numa espécie de balaço deste ano e meio de governação, o primeiro-ministro voltou a assinalar voltou a assinalar a redução do défice e as melhorias nas contas públicas. Num jantar com militantes em Coimbra, António Costa garantiu ainda que a "verdadeira reforça do Estado avança até ao final desta legislatura, que é a Descentralização.

  • Passos acusa Governo de "sacudir água do capote"

    País

    O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de "sacudir a água do capote" para não assumir a responsabilidade pelo que está a ser decidido, usando uma política de comunicação que considerou ser um "embuste".

  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • Norte também quer naturismo e praias de nudistas

    País

    O presidente da Turismo do Porto e Norte de Portugal defendeu hoje a criação de praias naturistas legalizadas na região, fazendo a apologia da formação de associações e negando que este seja um destino conservador.