sicnot

Perfil

Desporto

Selecionador da Costa Rica demite-se após cena de luta

O selecionador de futebol da Costa Rica, Paulo Wanchope, renunciou esta quarta-feira ao cargo após se ter envolvido na terça-feira em confrontos num jogo entre os sub-23 do Panamá e da Costa Rica.

"Depois de uma reunião cordial entre Paulo César Wanchope (na imagem) e os dirigentes da federação Jorge Hidalgo e Rodolfo Villalobos, bem como o secretário geral Rafael Vargas e o presidente da comissão de seleções Adrían Gutiérrez, o treinador decidiu demitir-se e deixar o comando da seleção nacional", anunciou a Federação costarriquenha. (Arquivo)

"Depois de uma reunião cordial entre Paulo César Wanchope (na imagem) e os dirigentes da federação Jorge Hidalgo e Rodolfo Villalobos, bem como o secretário geral Rafael Vargas e o presidente da comissão de seleções Adrían Gutiérrez, o treinador decidiu demitir-se e deixar o comando da seleção nacional", anunciou a Federação costarriquenha. (Arquivo)

© Andres Stapff / Reuters

"Depois de uma reunião cordial entre Paulo César Wanchope e os dirigentes da federação Jorge Hidalgo e Rodolfo Villalobos, bem como o secretário geral Rafael Vargas e o presidente da comissão de seleções Adrían Gutiérrez, o treinador decidiu demitir-se e deixar o comando da seleção nacional", anunciou a Federação costarriquenha em comunicado.

Paulo Wanchope assistia na noite de terça-feira, na bancada, ao encontro entre as equipas de sub-23 do Panamá e da Costa Rica e, no final do jogo, tentou entrar no terreno de jogo.

Foi nesse momento que, segundo se pode ver nos vídeos realizados por adeptos e também pela televisão do Panamá, o selecionador costarriquenho começou a golpear um elemento de segurança do estádio que respondeu às agressões. A luta a ficou apenas resolvida com a intervenção de outros seguranças e até de alguns jogadores.

Lusa

  • Selecionador da Costa Rica troca agressões com adepto
    0:29

    Desporto

    O selecionador da Costa Rica envolveu-se esta terça-feira numa cena de pancadaria com um espetador, quando assistia ao jogo da seleção sub-23 na bancada. Paulo Wanchope discordou de uma decisão do árbitro da partida e tentou entrar em campo. O técnico, de 39 anos, começou por empurrar um jovem que segurava um dos portões de acesso. Depois, o alvo foi um espetador que assistia ao jogo na bancada. Os dois envolveram-se numa troca de agressões que só terminou com a intervenção da polícia.

  • "Não partilhei SMS com ninguém"
    0:43

    Caso CGD

    António Domingues afirma que nunca revelou o conteúdo das mensagens trocadas com o ministro das Finanças sobre a entrega das declarações de património ao Tribunal Constitucional. O tema dos SMS foi abordado pelo ex-presidente da Caixa na sequência de uma pergunta do PCP sobre declarações feitas por António lobo Xavier no programa da SIC Notícias "Quadratura do Círculo".