sicnot

Perfil

Desporto

Del Bosque critica calendarização da Liga espanhola

O selecionador de futebol de Espanha, Vicente del Bosque, criticou a calendarização da Liga espanhola, lamentando que os planos de preparação da 'la roja' para o Campeonato da Europa de 2016, em França, tenham sido ignorados.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Vasily Fedosenko / Reuters

Com o formato atual, a Liga espanhola terminará uma semana mais tarde do que os principias campeonatos europeus, o que levou Del Bosque a dizer que "ninguém pensa na seleção espanhola e nos seus interesses".

"Alguns pensam que uma semana a mais não tem problema, mas tem. Muitos jogadores da seleção jogam em equipas estrangeiras e, por isso, terminam a competição mais cedo do que os internacionais que jogam em Espanha. Quando eles chegarem à seleção, os que jogam em Espanha vão uma semana de férias. O grupo completo treinará junto muitos poucos dias", comentou Del Bosque.

O presidente da Liga, Javier Tebas, reagiu às críticas, justificando que "a Federação Espanhola de Futebol rejeitou o primeiro calendário proposto".

A Espanha, segunda classificada no Grupo C de apuramento para o Euro2016, tem ainda quatro jogos oficiais frente a Eslováquia, líder do grupo, Macedónia, Luxemburgo e Ucrânia.

Lusa

  • Morreu Miguel Beleza, antigo ministro das Finanças e governador do BdP
    1:34
  • "Estamos a ficar sem espaço. Está na hora de explorar outros sistemas solares"

    Mundo

    O físico e cientista britânico Stephen Hawking revelou alguns dos seus desejos para um novo plano de expansão espacial. Hawking está em Trondheim, na Noruega, para participar no Starmus Festival que promove a cultura científica. E foi lá que o físico admitiu que a população mundial está a ficar sem espaço na Terra e que "os únicos lugares disponíveis para irmos estão noutros planetas, noutros universos".

    SIC

  • Não posso usar calções... visto saias

    Mundo

    Perante a proibição de usar calções no emprego, um grupo de motoristas franceses adotou uma nova moda para combater o calor. Os trabalhadores decidiram trocar as calças por saias, visto que a peça de roupa é permitida no uniforme da empresa para a qual trabalham.

  • De refugiada a modelo: a história de Mari Malek

    Mundo

    Mari Malek chegou aos Estados Unidos da América quando era ainda uma criança. Chegada do Sudão do Sul, a menina era uma refugiada à procura de um futuro melhor, num país que não era o seu. Agora, anos depois, Mari Malek é modelo, DJ e atriz, e vive em Nova Iorque. Fundou uma organização sediada no país onde nasceu voltada para as crianças que passam por dificuldade, como também ela passou.