sicnot

Perfil

Desporto

Nick Kyrgios multado por insultos a Wawrinka e a apanha-bolas do torneio de Montreal

O tenista australiano Nick Kyrgios, vice-campeão do Estoril Open, foi multado quinta-feira em 12.500 dólares (cerca de 11 mil euros) por insultos ao suíço Stanislas Wawrinka e a um apanha-bolas do Masters 1000 de Montreal, no Canadá.

O australiano, 41º da hierarquia, acabou por ser eliminado na terceira ronda pelo norte-americano John Isner, 12º do circuito.

O australiano, 41º da hierarquia, acabou por ser eliminado na terceira ronda pelo norte-americano John Isner, 12º do circuito.

© USA Today Sports / Reuters

No encontro da segunda ronda do torneio canadiano, Kyrgios, que acabou por vencer o embate, proferiu, segundo os responsáveis do ATP, "declarações injuriosas" contra Wawrinka, campeão da edição de 2013 do Portugal Open, torneio que saiu do circuito e abriu vaga para o novo Estoril Open.

Por essas declarações, o ATP decidiu multar o australiano em 10.000 dólares, agravando a multa em mais 2.500 depois de visionar um vídeo que mostra Kyrgios a proferir comentários "contrários ao espírito desportivo" dirigidos a um apanha-bolas.

No plano desportivo, o australiano, 41.º da hierarquia, acabou por ser eliminado na terceira ronda pelo norte-americano John Isner, 12.º do circuito.

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.