sicnot

Perfil

Desporto

Zenit de André Villas-Boas sofre primeira derrota na Liga russa

O Zenit, de André Villas-Boas, sofreu hoje a primeira derrota na presente edição da Liga russa de futebol, ao perder em casa com o Krasnodar, por 2-0, em jogo da quinta jornada.

André Villas-Boas foi recentemente apontado como futuro treinador do AC Milan, mas a ida do português para Itália acabou por não se concretizar. (Reuters)

André Villas-Boas foi recentemente apontado como futuro treinador do AC Milan, mas a ida do português para Itália acabou por não se concretizar. (Reuters)

© Phil Noble / Reuters

Em São Petersburgo, com Luís Neto no 'onze' da equipa da casa, o islandês Ragnar Sigurdsson (26 minutos) e o colombiano Ricardo Laborde (50) marcaram os golos do terceiro classificado da época passada.

Com esta derrota, o Zenit fica no segundo lugar, a três pontos do CSKA Moscovo, adversário do Sporting no 'play-off' da Liga Campeões, que, na sexta-feira, derrotou o Spartak Moscovo, por 2-1.

O Krasnodar subiu ao sexto posto, com oito pontos, menos quatro do que o Zenit.

Lusa

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    2:24
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.